O Hospital Infantil Lucídio Portella, através da Fundação Hospitalar do Estado (Fepiserh) e Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), promove o Novembrinho Azul 2018, uma campanha idealizada, organizada e realizada pelo hospital com objetivo de oferecer atendimentos e alertar sobre doenças urológicas prevalentes na infância e adolescência, educação sexual e vulnerabilidades a agravos externos.

A campanha faz alusão ao Novembro Azul, que é realizada por diversas entidades e dirigida à sociedade e, em especial, aos homens, para conscientização a respeito de doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata. Este ano acontece a segunda edição do projeto na versão infantil, que já foi replicado para outros estados, tendo o caso piauiense como referência. Em 2017, foram atendidas mais de 80 crianças, com extensão aos seus cuidadores.

\"\"

Dentro da vasta programação vai acontecer o \"Dia D\", 20 de novembro, com estimativa de acolher até 500 pessoas, entre assistidos e cuidadores. O fluxo de acolhimento consiste de recepção, acolhimento multiprofissional, ambulatórios, palestras e lanches.

Djalma Ribeiro Costa, médico uropediatra e coordenador da campanha, explica que foi montada uma logística de atendimento para pacientes internos e demais usuários. \"No acolhimento multiprofissional e palestras, teremos enfermeiros e estudantes de enfermagem, fisioterapeutas e graduandos de fisioterapia, assistentes sociais e estagiários, psicólogos e nutricionistas, que irão desenvolver atividades lúdicas, palestras, orientações e educação popular acerca dos objetivos da ação\".

Djalma informa que nos ambulatórios, médicos, residentes e estudantes de medicina irão desenvolver atividades assistenciais àqueles que procurarem por consulta médica tendo como alvo os objetivos da ação e reconhecer enfermidades urológicas e vulnerabilidades sociais. Acrescenta que os pacientes que necessitarem de vacinação para HPV serão encaminhados para imunização no próprio hospital.

\"\"

O médico destaca que os objetivos específicos do Novembrinho Azul são acolher o cliente/paciente e família/cuidador durante o dia D, desenvolver atividades de conscientização e educação popular ao longo do mês de novembro, sensibilizar adolescentes sobre os aspectos sexuais masculinos e os riscos inerentes a atividade sexual, conscientizar sobre fimose, criptorquidia, hérnias de parede abdominal, enurese noturna, disfunção miccional e evacuatória, infecção urinária, calculose do trato urinário, infecções sexualmente transmissíveis e insuficiência renal, alertar sobre os riscos de agravos externos e orientar sobre prevenção de agressão doméstica, no trânsito e na escola.

Costa revela que, \"durante todo o dia 20 de novembro, das 08h às 18h, serão disponibilizados ambulatórios para atendimentos exclusivos à campanha no estacionamento do Infantil, todos climatizados. Também será organizado um espaço lúdico com alusão ao ‘Novembrinho Azul’, com animadores e lanches\".

O pediatra acrescenta ainda, que \"médicos, fisioterapeutas, nutricionistas, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais e graduandos trabalharão gratuitamente, movidos pelo sentimento fraternal, comovidos pelas disparidades socioeconômicas no Piauí e pelo atraso no diagnóstico e tratamento de doenças tratáveis ou vulnerabilidades na infância e adolescência que podem causar a morte precoce, a invalidez, a morbidade e o sofrimento de jovens, de adultos e de seus cuidadores\", diz.

Ele esclarece que os colaboradores serão do corpo clínico da instituição e convidados sem vínculo que se dispuserem a ajudar e a divulgar os objetivos da ação. O atendimento será aberto sem necessidade de agendamento prévio.

\"\"