Idoso de 78 anos morre ao tentar matar boi a facadas

Homem tropeçou e caiu em cima da própria faca

Um idoso de 78 anos morreu na última segunda-feira (4) no interior do Paraná após tentar matar um boi. O caso ocorreu em uma propriedade rural no distrito de Cambará, que fica localizado em Guamiranga – município que fica a aproximadamente 200 quilômetros de Curitiba, capital do Estado.


De acordo com informações veiculadas pela imprensa do Paraná , o homem chegou a dar uma facada no boi, quando o animal começou a se debater e fez arrebentar uma corda que era utilizada para tentar segurar o bicho. Nesse momento, o idoso tropeçou e caiu em cima da própria faca, tendo sido perfurado no lado esquerdo da barriga.

 (Crédito: Reprodução)
(Crédito: Reprodução)

A vítima, que foi identificada como Léo Plinio Reinehr, chegou a pedir socorro ao caseiro e ao dono da propriedade rural. As equipes de resgate foram acionadas, porém, ao chegarem ao local, constaram que o idoso já estava morto. Não há informação sobre o tempo que a ambulância levou para prestar atendimento ao homem.

A Polícia Civil foi chamada ao local e levou o corpo do idoso para o IML (Instituto Médico-Legal) de Ponta Grossa, cidade localizada a cerca de 80 quilômetros de Guamiranga.

Ato libidinoso

Também no município de Guamiranga, um homem de 39 anos de idade foi detido pela Polícia Militar após mostrar o pênis para duas adolescentes, além de fazer gestos obscenos para as jovens. O caso ocorreu na tarde do último domingo (3). A identidade do indivíduo não foi revelada.

De acordo com informações publicadas pela “Rádio Najuá”, a Polícia Militar informou que o homem estava dentro de sua casa quando começou a mostrar os órgãos sexuais para as meninas. As jovens, então, teriam chamado o indivíduo para tomar as providências diante da situação. O suspeito não saiu da residência e, então, a PM foi acionada pelas vítimas.

Ainda conforme a rádio local, a polícia foi até a casa do indivíduo na companhia de equipes do Conselho Tutelar. Apesar da denúncia das adolescentes, o homem negou ter praticado qualquer crime contra elas. As partes foram conduzidas para a delegacia e a ocorrência foi registrada como ato libidinoso pela Polícia Civil do Paraná. Após a elaboração do BO, todos foram liberados.


Fonte: iG