No último dia 2 de fevereiro, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou o resultado preliminar dos pedidos de isenção da taxa de inscrição dos processos seletivos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os candidatos que tiveram a isenção indeferida e que não recorreram da análise da FGV até a última sexta-feira (4) devem realizar o pagamento da taxa de inscrição até o dia 16 de fevereiro. Já aqueles que interpuseram recurso 

Os processos seletivos organizados pela FGV oferecem vagas para recenseador, agente censitário municipal (ACM) e agente censitário supervisor (ACS). Os editais preveem a possibilidade de isenção da taxa de inscrição em dois casos: para candidatos de baixa renda e para doadores de medula óssea. Para ter o pedido aprovado, é necessário comprovar o enquadramento nas situações conforme especificado nos editais.

Inconsistências entre as informações prestadas para a FGV e as que constam nos bancos de dados governamentais são os principais motivos para indeferimento dos pedidos de isenção. O valor da taxa é de R$ 57,50 para candidatos a recenseador e de R$ 60,50 para candidatos a ACM ou ACS. O pagamento pode ser feito em qualquer agência bancária, casas lotéricas ou por meio de internet banking até a data do vencimento do boleto.

São oferecidas mais de 3 mil vagas em todos os municípios do Piauí. Em todo o país, são mais de 200 mil oportunidades. Os aprovados irão trabalhar durante o Censo Demográfico 2022, cuja coleta deve ter início no dia 1º de agosto.

Devolução da taxa dos processos seletivos cancelados

     A devolução da taxa de inscrição do processo seletivo simplificado do Censo 2021, cancelado no último mês de outubro, pode ser solicitada no Portal do IBGE (ibge.gov.br/devolucao-de-taxa.html). O valor será restituído em até 40 dias após a solicitação. A orientação vale também para os inscritos nas seleções do Censo 2020 que ainda não tiverem recebido o reembolso.