Autor do ataque de Barcelona é morto durante ação policial

Foi identificado como autor material e o condutor da van do ataque

A polícia da Catalunha anunciou que Younes Abouyaaqoub, condutor da van e autor material do ataque em Barcelona foi morto nesta segunda-feira (21) durante uma operação policial em Subirats, na comarca de Alt Penedès, a 45 km da capital catalana."Confirmamos a morte de Youbes Abouyaaqoub, abatido no incidente de Subirats", anunciou a polícia pelo Twitter.

Abouyaaqoub foi identificado como o autor material e o condutor da van do ataque terrorista em Barcelona, que deixou 13 mortos e mais de 100 feridos. Mais duas pessoas morreram na Catalunha em incidentes ligados ao atentado, que foi reivindicado pelo Estado Islâmico.

O terrorista portava um suposto cinturão de explosivos, que foi examinado por um robô na cena do incidente - ainda não está claro se os explosivos eram verdadeiros ou não. De acordo com fontes do jornal "El País", ele gritou "Alá é grande" ao ser surpreendido pela polícia catalã.

De acordo com informações confirmadas pela polícia, a operação desta segunda foi desencadeada após autoridades receberem o aviso da "presença de uma pessoa suspeita" em Subirats.

De acordo com o "El País", um agricultor reportou às autoridades que um homem parecido com Abouyaaqoub estava na região. De acordo com o "La Vanguardia", após ser interceptado por locais, o homem correu em direção aos vinhedos do local.

Younes Abouyaaqoub
Younes Abouyaaqoub



MOTORISTA

A polícia autônoma catalã informou mais cedo que Younes Abouyaaqoub dirigia a van usada no ataque em La Rambla. O suspeito, que seria marroquino e teria 22 anos fugiu após o ataque. Ele integraria uma célula terrorista que planejava executar vários ataques na capital da Catalunha.

De acordo com o jornal espanhol "El Mundo", depois do atropelamento em massa em La Rambla, Abouyaaqoub correu até o mercado La Boquería. Em seguida, dirigiu-se para a Cidade Universitária onde pegou o carro de Pau Pérez, de 34 anos. Pérez morreu após ser esfaqueado pelo terrorista.

Abouyaaqoub então avançou com carro contra policiais em um posto de controle da cidade abandonou o veículo com o corpo esfaqueado dentro.

Com a morte de Pérez, subiu para 15 pessoas o número de pessoas mortas no ataque na Rambla e em incidentes ligados ao atentado. Além de Pérez, uma espanhola morreu em um segundo atropelamento na cidade litorânea de Cambrils.

Segundo autoridades catalãs, todas as vítimas já foram identificadas.






Fonte: G1
logomarca do portal meionorte..com