Dois brasileiros membros de seita religiosa são detidos no México

Dez dos detidos são mexicanos e 14, estrangeiros.

Dois brasileiros estão entre os 24 integrantes de uma seita religiosa detidos no fim de semana no México, entre os quais também estavam seis espanhóis, dois bolivianos, dois venezuelanos, um argentino e um equatoriano, informou esta terça-feira o Instituto Nacional de Imigração.

Após a detenção dos membros desta seita, em uma estrada do Estado de Tamaulipas (nordeste), o Instituto detalhou em um comunicado que a seita é denominada "Defensores de Cristo" e que é "chefiada por José Arenas Losanger Segovia, de origem venezuelana".

Dez dos detidos são mexicanos e 14, estrangeiros, acrescentou o documento, ao destacar que a seita não tinha registro da secretaria de governo (Interior), exigido de todo grupo de caráter religioso.

Segundo as denúncias, os líderes da seita "cobravam diversas quantidades de dinheiro através do que denominavam "pagamento de dízimo"" e, se não forem cobertas, sequestravam membros da seita para obrigá-los a fazer "trabalhos forçados".

Esta seita estava presente na cidade de Torreón, Coahuila (norte) e Nuevo Laredo, Tamaulipas, na fronteira com Laredo, Texas.

Fonte: Terra
logomarca do portal meionorte..com