Escola desaba com terremoto e deixa mais de 30 crianças mortas

Tremor – de magnitude 7.1, deixou mais de 200 mortos em todo o país

O desabamento de uma escola, no sul da capital do país, deixou pelo menos 32 crianças e cinco adultos mortos, após o forte terremoto no México, ocorrido nesta terça-feira (18). De acordo com o jornal mexicano  Excelsior, o trabalho de resgate das vítimas aconteceu durante toda a madrugada no Colégio Enrique Rebsamen, um doas cerca de 40 prédios que desabaram devido ao terremoto no México . 


Ao todo, 14 pessoas já foram resgatadas com vida e estima-se que outras 20 vítimas ainda estejam sob os escombros. O Exército e a Marinha, que lideram as buscas entre os escombros, informaram que a maioria dos resgatados foram levados a um hospital civil e os demais ao da Marinha.

Segundo dados do secretário de Governo mexicano, Miguel Ángel Osorio, o terremoto de magnitude 7,1 graus na escala Richter deixou pelo menos 224 mortos. Desses, 117 foram na Cidade do México, 39 no estado de Puebla, 55 em Morelos, 12 no estado do México e uma em Guerrero.

Outras escolas afetadas pelo tremor

O presidente do México, Enrique Peña Nieto, fez uma visita ao Colégio Enrique Rebsamen na noite desta terça. A escola tinha alunos da pré-escolar, do ensino primário e do fundamental. 

Por causa do terremoto, a Secretaria de Educação Pública decretou a suspensão das aulas de todas as instituições de ensino de Cidade do México, Puebla, Morelos, Oaxaca, Chiapas, Guerrero, Tlaxcala, estado do México, Hidalgo e Michoacán. 

Além disso, a entidade informou que na Cidade do México foram contabilizadas, de forma preliminar, 209 escolas afetadas. Das quais, 15 tiveram danos maiores.

O terremoto no México ocorreu às 13h14 (hora local; 15h14 no horário de Brasília) de terça-feira, exatamente 32 anos depois do poderoso tremor de 19 de setembro de 1985, de 8,1 graus, que deixou milhares de mortos na capital do país.

 (Crédito: Twitter)
(Crédito: Twitter)



Fonte: iG
logomarca do portal meionorte..com