Helicóptero ataca barco e deixa 42 refugiados mortos no Iêmen

Entre os mortos estavam mulheres e inúmeras crianças.

Na quinta-feira, dia 16, um helicóptero atacou um barco e provocou a morte de pelo menos 42 refugiados na costa do Iêmen. De acordo com a guarda costeira na região de Hodeidah, entre os mortos estão inúmeras crianças e mulheres. Os refugiados vítimas do ataque são da Somália.

Mohamed al-Alay disse que os refugiados, carregando documentos oficiais do alto comissário da ONU para refugiados, estavam a caminho do Iêmen para o Sudão quando foram atacados na quinta-feira por um helicóptero Apache.

O marinheiro que pilotava o barco, Ibrahim Ali Zeyad, disse que 80 refugiados foram resgatados depois o incidente. Não foi informado quem realizou o ataque.

Os corpos de 33 refugiados foram levados aos hospitais da cidade portuária, onde 35 feridos também foram internados, afirmou um funcionário dos serviços de saúde.

Dezenas de somalis que sobreviveram ao ataque, assim como três traficantes de pessoas iemenitas a bordo da embarcação, foram levados à prisão central da cidade.




Fonte: Com informações do OGlobo
logomarca do portal meionorte..com