Homem é investigado por cortar cordas vocais de cães 'barulhentos'

Homem realizava os procedimentos sem anestesia, na rua

Um chinês está sendo investigado por instalar uma "clínica veterinária" na rua, onde cortava as cordas vocais de cães "barulhentos" por até 12 dólares (R$ 37,50), anunciaram autoridades locais nesta segunda-feira (18).

Veículos da imprensa local divulgaram um vídeo no domingo, em Chengdu, capital da província de Sichuan, no Sudoeste, que mostrava um homem usando tesouras para retirar as cordas vocais de cachorros, sem anestesia. A mandíbula dos animais era mantida aberta com uma corda. Imagens dos maus tratos também estão sendo compartilhadas em tom de denúncia nas redes sociais.

O jornal chinês "Chengdu Business Daily" relatou que esse autointitulado "veterinário" fazia as intervenções, de cerca de cinco minutos cada, sobre uma mesa colocada na rua.  Sob seus pés, as imagens de vídeo mostravam um chão coberto de sangue. Ainda segundo o jornal, aparentemente, ele não lavava os instrumentos após cada utilização.  Existe uma cirurgia para os cães que latem muito, a qual consiste em reduzir o tecido das cordas vocais do animal, suavizando - mas não eliminando - seu latido. Em nota, as autoridades locais informaram que o suspeito, identificado como Zeng, não tinha licença para realizar o procedimento.  Seu "negócio" foi fechado e está sob investigação, acrescentaram as mesmas fontes.  Clientes entrevistados pelo "Diário de Negócios de Chengdu" alegaram ter recorrido a essa "clínica", porque seus cães faziam muito barulho, provocando reclamações dos vizinhos.  Zeng cobrava entre 50 e 80 iuanes (entre R$ 25 e R$ 37,50), dependendo do tamanho do cachorro. (Crédito: Reprodução)
Homem cortava as cordas vocais dos animais na rua (Crédito: Reprodução)

O jornal chinês "Chengdu Business Daily" relatou que esse autointitulado "veterinário" fazia as intervenções, de cerca de cinco minutos cada, sobre uma mesa colocada na rua. Sob seus pés, as imagens de vídeo mostravam um chão coberto de sangue. Ainda segundo o jornal, aparentemente, ele não lavava os instrumentos após cada utilização.

Existe uma cirurgia para os cães que latem muito, a qual consiste em reduzir o tecido das cordas vocais do animal, suavizando, mas não eliminando, seu latido. Em nota, as autoridades locais informaram que o suspeito, identificado como Zeng, não tinha licença para realizar o procedimento.

Seu "negócio" foi fechado e está sob investigação, acrescentaram as mesmas fontes.

Clientes entrevistados pelo "Diário de Negócios de Chengdu" alegaram ter recorrido a essa "clínica", porque seus cães faziam muito barulho, provocando reclamações dos vizinhos.

Zeng cobrava entre 50 e 80 iuanes (entre R$ 25 e R$ 37,50), dependendo do tamanho do cachorro.

Fonte: Com informações do Extra
logomarca do portal meionorte..com