Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Acesse a versão para celular

Miss Turquia perde título após tuíte sobre mortos em golpe no país

Jovem comparou sua menstruação com o sangue das vítimas

Miss Turquia perde título após tuíte sobre mortos em golpe no país
Itir Esen, de 18 anos, sorri após ser coroada como Miss Turquia 2017, em Istambu | Reprodução
Compartilhe
Google Whatsapp

A Miss Turquia perdeu seu título nesta sexta-feira (22), um dia depois vencê-lo, após a divulgação de um tuíte seu em que comparava sua menstruação com o sangue derramado pelas vítimas do falido golpe de Estado de 2016. A vencedora do principal concurso de beleza do país, Itir Esen, causou polêmica quando a mensagem que escreveu há dois meses foi difundida nas redes sociais.

"Esta manhã fiquei menstruada para celebrar o dia dos mártires do 15 de julho. Comemoro este dia vertendo o sangue derramado por nossos mártires", tuitou Esen, de 18 anos, no dia 16 de julho, um dia depois do primeiro aniversário da tentativa de golpe de Estado.

As declarações da miss indignaram muitos internautas em um país onde a memória das vítimas do falido golpe de Estado ainda está muito vida. Os organizadores do concurso retiraram a vitória de Esen e asseguraram que não haviam visto o tuíte antes de sua eleição.

Itir Esen, de 18 anos, sorri após ser coroada como Miss Turquia 2017, em Istambu (Crédito: AP)
Itir Esen, de 18 anos, sorri após ser coroada como Miss Turquia 2017, em Istambu (Crédito: AP)

"A organização Miss Turquia, cujo objetivo é promover e dar uma boa imagem da Turquia no mundo, não pode aceitar uma publicação assim", declararam os organizadores do concurso em um comunicado divulgado no Facebook.

As cerca de 250 vítimas da tentativa de golpe de Estado em 2016 são um objeto de culto nacional na Turquia, onde seus retratos estão onipresentes no espaço públicos. Em seus discursos, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, se refere frequentemente aos "mártires" do golpe falido.

Esen não é a primeira miss turca que sofre as consequências de suas publicações nas redes sociais. No ano passado, Merve Büyüksaraç, eleita Miss Turquia em 2006, foi condenada a dois meses de prisão por compartilhar no Instagram uma versão modificada do hino nacional turco com insultos a Erdogan.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Carregar os comentários (0)

comentários

fechar comentários
Nenhum comentário feito até o momento

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto