Sociólogo Zygmunt Bauman morre aos 91 anos

A causa da morte não foi divulgada

Morreu, nesta segunda-feira (09), o sociólogo e filósofo polonês Zygmunt Bauman, aos 91 anos, de acordo com o jornal "Gazeta Wybocza". A causa da morte, que aconteceu em Leeds, na Inglaterra, não foi divulgada.

Nascido em 19 de novembro de 1925, em Poznan, Bauman serviu na Segunda Guerra Mundial e tem uma extensa biografia com reflexões sobre a sociedade e as mudanças do mundo atual.   

Bauman ficou conhecido como o criador do conceito de modernidade líquida. Em seus livros, como "Amor líquido", de 2003, Bauman discutiu como as relações atuais na sociedade tendem a ser menos frequentes e duradouras.

Zygmunt Bauman (Crédito: Reprodução)
Zygmunt Bauman (Crédito: Reprodução)

Ativo, mesmo aos 91 anos, Bauman não parava de trabalhar em livros e teorias, sendo um dos maiores filósofos e sociólogos do fim do século 20 e início do século 21. Grande parte das obras de Bauman foram traduzidas para o português e, o último livro lançado traduzido no Brasil, foi "A riqueza de poucos beneficia todos nós?".  


Fonte: Com informações do Uol
logomarca do portal meionorte..com