Jovem faz alerta sobre relacionamentos abusivos após ser agredida

Ela conta que Jordan era carinhoso no começo do namoro

Vítima de um relacionamento abusivo, a jovem Lauren Richmond, hoje com 22 anos, publicou fotos chocantes e fez um depoimento para alertar outras pessoas após ser agredida pelo seu então noivo, Jordan Greaves, ao tentar impedi-lo de dirigir embriagado.

Em um post publicado no Facebook, Lauren conta que Jordan era carinhoso no começo do namoro, mas que tudo mudou quando os dois decidiram morar juntos. "Ele começou a ficar muito possessivo comigo e a minha vida. De início fazia pequenos comentários sobre a roupa que eu estava vestindo (os tops precisavam me cobrir completamente) e sobre a maquiagem que eu estava usando", escreveu ela. "Conforme o tempo passou, as coisas pioraram e eu já não podia mais falar com meus amigos homens, tinha que ser cuidadosa com o que vestia, ficar atenta ao meu celular caso algum amigo falasse comigo. Eu até mesmo me vi precisando sair do meu trabalho porque o gerente era homem".

A jovem moradora de Midlands (Inglaterra) segue contando que sabia que deveria ter se separado de Jordan, mas que toda vez ele voltava pedindo desculpas e dizendo que ia mudar. "Ele sempre me dizia o que eu queria ouvir: 'desculpe', 'não vai acontecer de novo', 'vou procurar ajuda'. E eu, boba, acreditei nele todas as vezes. Depois que terminamos, eu voltei para casa em Wolverhampton", relembra ela. Ele me disse que estava recebendo ajuda profissional para seus problemas, e é claro que eu acreditei nele. Apareceu na minha porta com flores e desculpas pela forma como me tratou (a primeira vez que eu realmente tive recebi um pedido de desculpas dele), então eu verdadeiramente acreditei nele naquela vez".

Os dois reataram e, após um período de paz, Lauren decidiu acreditar que ele realmente estava mudado. Em janeiro deste ano, ele a pediu em casamento. Meses depois, eles arranjaram uma casa e foram morar juntos. No entanto, cinco dias depois da mudança para o novo lar, ele a atacou fisicamente. "Ele tinha bebido muito e queria voltar para casa dirigindo, mas eu me recusei a entrar no carro com ele. Nós discutimos e eu percebi o que estava prestes a acontecer. Tive tanto medo que desisti e entrei no carro, onde ele atacou e me deixou neste estado", continua ela, que só conseguiu fugir ao abrir a janela do carro e gritar por socorro.

Condenado pela agressão nesta quarta-feira (26), Jordan terá de realizar 180 horas de trabalho comunitário e manter distância de Lauren por pelo menos um ano. Ele ainda foi sentenciado a pagar uma indenização no valor de pouco mais de mil reais e está proibido de dirigir pelos próximos 20 meses.

Finalizando o post, Lauren decidiu fazer o relato e expor as imagens da agressão no dia da condenação do ex-noivo para alertar outras pessoas sobre o perigo dos relacionamentos abusivos. "Se você ou alguém que você conhece está em uma relação abusiva, saia agora! Eu tive sorte, mas poderia ter sido muito pior se ele tivesse me pegado no lugar errado. Sou muita grata pelo apoio que tive e agora é hora de seguir em frente", concluiu.

Apesar dos pesadelos e do medo pelo ex estar em liberdade, Lauren está otimista: ela começou no novo emprego nesta quinta-feira (27) e pretende voltar a estudar nos próximo meses. Em um post após a repercussão do relato, ela escreveu: "Esta pessoa agora sabe que tem valor e que nunca mais deixará alguém machucá-la porque ela é uma mulher forte".


Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações da UOL