Jovem morre eletrocutado ao desmontar palco de Carnaval

Jovem mexia no aterramento do sistema elétrico

Um jovem de 18 anos morreu na madrugada desta quarta-feira (1º) ao ser atingido por uma descarga elétrica, enquanto desmontava o palco e os equipamentos de som usados no carnaval popular em Alto Garças, no Mato Grosso.

De acordo com a Polícia Civil, Giovanny Farias era freelancer de uma empresa de palco, som e luz. Ele e outras pessoas desmontavam a estrutura usada no evento quando o acidente aconteceu.

Giovanny Farias (Crédito: Reprodução)
Giovanny Farias (Crédito: Reprodução)

Giovanny era morador de Rondonópolis e trabalhava pela empresa há dois anos. A estrutura do carnaval, que começou no sábado (25) e teve encerramento na madrugada desta quarta-feira, foi montada na região central de Alto Garças.

De acordo com a Polícia Civil, o jovem mexia no aterramento do sistema elétrico montado para o evento, quando recebeu a descarga elétrica. As outras pessoas que trabalhavam no local tentaram retirar o jovem, mas ele ficou preso à estrutura. Pouco tempo depois as testemunhas conseguiram levar o jovem até o Pronto Atendimento de Alto Garças.

No entanto, ainda de acordo com as testemunhas, Giovanny desmaiava várias vezes e sofreu paradas cardiorrespiratórias durante o trajeto. Ele não resistiu e morreu no atendimento.

Acidente ocorreu após desmontagem da estrutura em Alto Garças (Crédito: Reprodução)
Acidente ocorreu após desmontagem da estrutura em Alto Garças (Crédito: Reprodução)

De acordo com a Polícia Civil, a estrutura do carnaval havia sido vistoriada e aprovada pelo Corpo de Bombeiros. A desmontagem do palco foi suspensa para que a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) possa vistoriar e identificar a causa do acidente.

O proprietário da empresa informou que o rapaz usava todos os equipamentos necessários para a desmontagem do aterramento do palco. Ainda segundo o proprietário, a voltagem elétrica no local era de 220 volts, mas a empresa acredita que o aterramento pode ter acumulado energia por conta das chuvas dos últimos dias.

Ainda, a empresa declarou que está prestando toda a assistência para a família da vítima. As testemunhas devem ser ouvidas pela Polícia Civil em Alto Garças.



Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com