Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

LGBTs terão curso de defesa pessoal em Teresina

O curso de técnicas de defesa pessoal está incluso no plano municipal voltado para o público LGBT e deve beneficiar cerca de 90 pessoas. As inscrições estão abertas e seguem até a sexta-feira.

LGBTs terão curso de defesa pessoal em Teresina
Técnicas de defesa pessoal | Reprodução
Compartilhe
Google Whatsapp

O público LGBT terá a oportunidade de participar de um curso de técnicas de defesa pessoal que está incluso no plano municipal voltado para essa população. O projeto será realizado por meio de parceria entre a Secretaria de Assistência Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) e a Secretaria de Esportes e Lazer (Semel).

De acordo com o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da População LGBT, Anderson Afeli, ao todo, 90 pessoas, a princípio, serão beneficiadas. Ele diz ainda que a meta é reduzir os casos de violência. No ano passado, no Piauí, foram registradas 16 mortes de pessoas LGBT. A pesquisa mostra que o Estado é o mais violento do Nordeste com esse público.

Crédito: Reprodução

No Brasil, de janeiro a maio deste ano foram registradas 141 mortes de homossexuais, o que representa uma morte a cada 23 horas. Em 2018, no mesmo período, foram registradas 153 mortes. Em 2017, 445 lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais foram mortos em crimes motivados por homofobia. Os dados são do relatório do grupo gay da Bahia (GGB), divulgados este ano. 

"A Semel disponibilizou professores das três federações de Karatê, Judô e Capoeira, para estarem repassando técnicas de defesa pessoal, especificamente, para o público LGBT e o foco desse curso de autodefesa é justamente para as pessoas que vivem em situação de perigo e de vulnerabilidade. Não no sentido de armar para promover guerra, mas apenas mais um modo de combater a homofobia dentro do município de Teresina", reforça Anderson Afeli.

Ele diz ainda que as inscrições para quem desejar participar do curso começaram nesta segunda (15). As vagas também serão disponibilizadas para mulheres heterossexuais que sofrem violência e ameaça por parte dos parceiros. As inscrições estão sendo feitas no prédio do Senajus, terceiro andar, na sala do Conselho Municipal e prosseguem até sexta-feira, das 8 horas da manhã até as 13 horas, com inscrições presenciais.A pessoa deve levar fotocópias de documentos pessoais. O curso será realizado no Centro Sarah Menezes, no bairro Saci, na zona Sul de Teresina.



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×