Mãe descobre que marido abusava da filha ao questionar virgindade

Menina de 12 anos sofreu abusos dos 8 aos 11

A mãe da menina de 12 anos que foi estuprada pelo padrasto dos 8 aos 11 anos, em Jundiaí (SP), contou que descobriu sobre os abusos sofridos ao questioná-la sobre sua virgindade.

A mãe da vítima relatou como descobriu a série de abusos sofridos pela menina cometidos pelo seu então marido. Desconfiada da mudança de comportamento da menina, a mãe contou que resolveu questionar o que estava acontecendo, pensou, inclusive, que a filha estava namorando escondido.

"Um dia resolvi questionar se ela ainda era virgem, e ela disse 'foi o seu marido'", contou a mãe chorando.

A mãe diz ainda que inicialmente pensou que fosse mentira, já que a conduta do homem com as crianças era aparentemente normal. O padrasto se apresentou na delegacia, e com o inquérito aberto a menina realizou o exame de corpo de delito, que confirmou o crime.

Suspeito de abusar de enteada tem prisão decretada em Jundiaí
Suspeito de abusar de enteada tem prisão decretada em Jundiaí

"Minha filha estava com uma rebeldia muito esquisita, por isso comecei a desconfiar que havia algo de errado", diz.

Ela conta que muitas vezes chegava tarde em casa, pois trabalhava em um shopping, fazendo com que o homem ficasse sozinho em casa com a criança.

Desde então, o comportamento da menina mudou. A mãe afirma que ela já não sentia mais vontade de ir à escola, e que muitas vezes mentia sobre onde ia. As faltas só foram descobertas quando a escola solicitou a presença da mãe.

Diante da confirmação, a mãe se separou do marido e saiu da casa, e foi morar com os outros dois filhos e sua irmã. A menina, que voltou a estudar, vem realizando acompanhamento psicológico.

"Não tive reação, eu confiava tanto na pessoa. Você fica sem atitude, sem chão. Ainda hoje não caiu a ficha."

Por meio das investigações da Delegacia da Mulher de Jundiaí, o homem teve a prisão preventiva decretada na quarta-feira (20), e foi encaminhado ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista (SP).

Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com