Mais de 8 mil alunos de escolas públicas do PI passam no Enem

O número de alunos das escolas públicas é superior ao de 2016.

Mais de 8 mil alunos de escolas públicas do Piauí foram aprovados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para cursos em universidades públicas. O número de alunos das escolas públicas aprovados no Enem é superior a mais de mil em relação ao ano anterior.

A secretária estadual de Educação, Rejane Dias, afirmou que no ano passado foram aprovados mais de 7 mil alunos de escolas públicas estaduais e neste ano a expectativa era mesmo de aumentar o número de aprovados porque aumentaram também as ações Pré-Enem.

“Nós aprovamos mais alunos das escolas públicas este ano porque aumentamos a quantidade de ações. A gente inovou fornecendo vales-transporte e ônibus escolares para os alunos das escolas públicas para que fossem fazer as provas do Enem, porque antes muitos deixavam de fazer as provas porque suas famílias não tinham dinheiro para pagar as passagens de ida e volta para os locais de aplicação das provas”, afirmou Rejane Dias.

Ela lembrou que foram ministradas aulas de preparação para os estudantes que fizeram o Enem pela Secretaria Estadual de Educação e, em parceria com o Grupo Meio Norte de Comunicação, as aulas eram transmitidas pela Rede Meio Norte para os municípios do Piauí, mas que terminaram também beneficiando os estudantes de outros Estados, onde a rede tem emissoras ou transmissoras como Maranhão, Rondônia e Tocantins.

“Nós recebemos notícias muito boas das escolas públicas. Foram alunos das escolas públicas de Teresina e do interior do Piauí que obtiveram notas 900, 940. Os alunos agora estão se matriculando em cursos muito disputados, porque obtiveram notas altas no Enem”, falou Rejane Dias.

Rejane Dias (Crédito: Gabriel Paulino)
Rejane Dias (Crédito: Gabriel Paulino)

Ações

As ações Pré-Enem da Secretaria Estadual de Educação começam a dar frutos com a publicação dos alunos da rede pública aprovados no Exame de 2016. Cleydson Laudísio, aprovado para Engenharia Civil na Universidade Federal do Piauí (UFPI); Maria Caroline Araújo, aprovada para Direito na Universidade Estadual do Piauí (UESPI); e Ana Clara Leocádio, aprovada para Medicina na UFPI, são alguns deles.

Para Maria Caroline, a alegria veio com sabor de vitória. A aluna da Unidade Escolar Francisca Marluce, mora na zona rural do município de Morro do Chapéu e é de família humilde, conta que foi a primeira de 11 filhos a ser aprovada no vestibular. "Foi bem emocionante ser aprovada para um curso que eu sempre quis e dar alegria para os meus pais, que sempre me apoiaram e motivaram. A felicidade foi enorme", afirma.

Destaque - O diretor da escola, Cosmo Rodrigues, revela que a aluna sempre foi bem estudiosa, e que tanto ela quanto seus irmãos sempre se destacaram. "Eles sempre foram alunos de ouro, era lindo ver a dedicação que possuía de dar alegria e orgulho para seus pais. Os irmãos dela estão indo pelo mesmo caminho, sempre conquistando medalhas em Olimpíadas", afirma.

Já a estudante da Unidade Patronato Nossa Senhora de Lourdes, Ana Clara, conta que o sonho de cursar Medicina não é antigo. "Eu não tinha muita afinidade com os cursos de Saúde, porém queria trabalhar com crianças. Depois de um tempo, aprendi sobre a pediatria e foi a partir da escolha desta especialização que descobri que queria Medicina", conta a aluna.

98 estudantes do cursinho da Prefeitura de Teresina foram aprovados

A intensiva preparação para o Enem, através do Programa Universidade ao Alcance de Todos – Unitodos, oferecido gratuitamente pela Prefeitura de Teresina, rendeu bons resultados. Estudantes da rede municipal de ensino se destacaram com excelente pontuação e 97 deles já foram convocados na primeira chamada das universidades.

Um deles foi Leno Márcio Araújo, de 18 anos de idade, aprovado em primeiro lugar para Engenharia Mecânica, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI). Ele também está na lista de chamada para uma vaga no mesmo curso na Universidade Federal do Piauí (UFPI).

Morador do Residencial Hugo Prado, Leno estudava numa escola municipal de tempo integral durante o dia e à noite ia para a aula no cursinho. “Esse suporte extra foi essencial para o meu desempenho no Enem, já que eu tirava muitas dúvidas com professores de todas as disciplinas. Dedicação é indispensável, mas assimilar todo o conteúdo fica mais fácil quando se tem um preparatório como o que é oferecido pelas aulas do cursinho”, garante o estudante, que fez 960 pontos na redação.

Outro que obteve sucesso foi o estudante Luiz Gonzaga de Farias Neto, de 17 anos, aprovado em quarto lugar para o curso de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Piauí (UFPI). “O curso é muito organizado e oferece todo material e fardamento gratuitamente, o que dá conforto e uma segurança a mais para quem está estudando”, elogiou.

O número de aprovados que fizeram os cursinhso populares oferecidos pela Fundação Wall Ferraz tende a crescer com as próximas chamadas, pois muitos alunos estão na lista de espera e também buscam oportunidade de vagas através do PROUNI.

Os chamados até o momento irão fazer cursos em diversas áreas, como Direito, Administração, Contábeis, Enfermagem, Fisioterapia, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, e nas várias licenciaturas, para instituições de ensino superior públicas, UFPI, UESPI e IFPI.

Fonte: Efrem Ribeiro