Menino vítima de espancamento não resiste e morre no HUT

Davi estava em coma induzido após sofrer traumatismo craniano

Em boletim médico divulgado pelo Hospital de Urgência de Teresina (HUT), o corpo clínico que atendeu Davi Jhones da Silva Sousa, de 4 anos,  vítima de espancamento no Residencial Torquato Neto, informou que o menino não resistiu aos ferimentos ocasionados pelas pauladas na cabeça e morreu por volta das 8h da manhã desta sexta-feira (22). Ainda não se tem informações sobre o velório e sepultamento da criança.

O garoto havia passado por uma cirurgia na noite de quinta-feira (21) e estava em coma induzido após sofrer traumatismo craniano e perder massa encefálica. O seu quadro de saúde era bastante grave. O menino foi agredido por um vizinho - um menor de idade de iniciais F.S.F, de 17 anos, na região do Torquato Neto, na zona Sul de Teresina.

Segundo os familiares do garoto, o adolescente já teria tentado agredir o pequeno Davi Jhones anteriormente e que a ação foi muito rápida. O menor foi apreendido na noite de ontem e de acordo com o  capitão Paulo Silas, aparentemente o infrator sofre de  problemas mentais, pois no momento da abordagem policial, o suspeito alegou que agrediu Davi Jhones, para se defender, pois a criança estava portando uma pistola Ponto 40 para matá-lo.

Ainda segundo capitão Silas, o menor não esbouçou nenhum tipo de reação no momento da apreensão e que foi uma ação rápida, por conta que a população local queria lincha-lo. O menor foi apreendido meses atrás pela prática de roubo e teria sido posto em liberdade há poucos dias após cumprir uma medida sócio-educativa e voltou novamente a sofrer ato infracional.


Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com