SEÇÕES

Milei encontra Papa Francisco e o abraça após chamá-lo de 'representante do mal'

Diante de centenas de fiéis, o ultraliberal curvou-se para cumprimentar e abraçar sua compatriota e sumo pontífice.

O presidente da Argentina, Javier Milei, encontra-se com o Papa Francisco | FOTO: Reuters
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

O  Papa Francisco e o presidente da Argentina, Javier Milei, se reuniram publicamente pela primeira vez na manhã deste domingo (11), na Basílica de São Pedro, no Vaticano. Diante de centenas de fiéis, o ultraliberal curvou-se para cumprimentar e abraçar sua compatriota e sumo pontífice, no final da missa de canonização da beata Maria Antonia de Paz y Figueroa, conhecida como Mama Antula (1730 -1799) e primeira santa argentina.

No entanto, o encontro gerou críticas, visto que no passado, Milei chamou o papa de "imbecil" e "representante do mal". Os dois líderes têm ideologias opostas, mas nas últimas semanas protagonizaram uma reaproximação, incluindo um telefonema do pontífice ao novo presidente após a sua vitória eleitoral.

Além disso, o presidente argentino deve ter um encontro privado com Francisco na segunda-feira (12). Uma das questões que serão discutidas é se o Papa viajará este ano a sua terra natal, a Argentina, que ele não visita desde que foi eleito líder da Igreja Católica, em 2013. O outro ponto é o ambiente político explosivo, onde o grande pacote de reformas de Milei foi contido nesta semana pela Câmara dos Deputados devido à falta de apoio.

No encontro de hoje, Javier levantou-se quando o Papa entrou na basílica em uma cadeira de rodas no início da cerimônia, e se ajoelhou na missa durante a consagração. Foi uma das imagens do dia e o culminar de uma semana agitada para Milei.

O presidente da Argentina, Javier Milei, encontra-se com o Papa Francisco | FOTO: Reuters

Quem era María Antonia de Paz y Figueroa (Mama Antula)

Nascida em 1730 em Santiago del Estero, na Argentina, Mama Antula fundou a Santa Casa de Exercícios Espirituais de Buenos Aires, e faleceu em 7 de março de 1799, e seus restos mortais estão na igreja de Nuestra Señora de la Piedad, na capital do país.

Mama Antula é considerada uma leiga consagrada, já que não entrou para o convento, apesar de também não ter se casado. É o que explica Filipe Domingues, vaticanista que mora em Roma e possui doutorado em Ciências Sociais na Pontifícia Universidade Gregoriana.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos