Minha Casa Minha Vida: 600 famílias são contempladas em sorteio

O sorteio aconteceu entre os candidatos inscritos em 2014

Na segunda-feira (20), aconteceu o sorteio de 600 beneficiários do Minha Casa Minha Vida, sendo 300 titulares e 300 reservas. Os contemplados deverão comparecer, no período de 27 de novembro a 22 de dezembro, ao posto de atendimento do Programa, localizado na rua Rui Barbosa, número 3069, Bairro Matadouro, zona Norte da capital.

O sorteio aconteceu entre os candidatos inscritos em 2014 e que não foram sorteados em etapas anteriores do MCMV. Os contemplados deverão preencher as 300 vagas remanescentes do residencial Angicos, localizado na região do Portal da Alegria, zona Sul de Teresina.

“Com isso, nós finalizamos as etapas II, III e IV do Minha Casa Minha Vida. Após o sorteio, os sorteados titulares e reservas terão um prazo determinado para formalizarem o dossiê e, em caso de não comparecimento, serão considerados desistentes”, avisou a coordenadora de habitação e regularização fundiária da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH), Rogéria Sousa.

O sorteio respeitou a cota de 10% para idosos e 10% para deficientes. O restante das vagas foi sorteado entre as pessoas que preencheram alguns destes critérios nacionais: famílias residentes em áreas de risco ou insalubres ou que tenham sido desabrigadas; famílias com mulheres responsáveis pela unidade familiar; e famílias que façam parte pessoas com deficiência. Já os critérios locais serviram para definir as famílias que apresentaram renda per capita menor ou igual a R$ 200,00, que tivessem moradia em local inadequado; coabitação familiar; moradia alugada; moradia cedida; e famílias com três ou mais pessoas.

Natalie Cristiane foi a primeira sorteada. Emocionada, ela vibrou com a conquista. “Desde 2014, eu luto para conseguir minha casa e hoje é a realização de um grande sonho. Eu tenho um filho autista e é muito gratificante pensar que eu, enfim, vou poder dar um cantinho para ele. Antes, nós vivíamos de favor na casa da minha tia, e essa conquista vai representar uma mudança de vida”, declarou.

A documentação necessária para a formalização do dossiê é documentos pessoais, sendo CPF, Carteira de Identidade, Carteira de Trabalho e Título de Eleitor do casal e dos membros da família maiores de 18 anos; Certidão de Nascimento do casal quando solteiros ou em situação de união estável e dos membros da família menores de 18 anos; Certidão de Casamento ou averbação de divórcio, quando for caso; Declaração de União Estável, conforme o caso; Declaração de Abandono de Lar, quando for o caso; e Declaração de Separação de Corpos, quando for o caso de separação extrajudicial.
 

Fonte: Com informações da Prefeitura de Teresina
logomarca do portal meionorte..com