Ministro da Saúde libera verba para Centro de Atenção à Mulher

O ministro também conheceu, na região do projeto Lagoas do Norte

Hoje o Ministro da Saúde Ricardo Barros anunciou em Teresina, nesta sexta-feira (08), o repasse de R$ 2.619.716,00 em recursos para a construção do Centro de Atenção à Saúde da Mulher na capital. O novo centro vai se tornar um espaço de referência no atendimento à população feminina, oferecendo tratamentos e exames especializados. "Estamos aqui hoje alocando vários recursos, em uma articulação que nos permite atender aos municípios por conta de uma economia de R$ 4,5 bilhões. Essa economia vem nos permitindo investir em alta e média complexidade, equipamentos novos", explicou Ricardo Barros. 

“Existe uma ampla parceria entre o Ministério da Saúde e a Prefeitura de Teresina. Em até um ano vamos entregar o Centro de Saúde da Mulher”, afirmou o prefeito Firmino Filho. O espaço será anexo ao Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo, terá suas obras iniciadas no primeiro semestre de 2018.

Ministro da Saúde libera verba para Centro de Atenção à Mulher (Crédito: Renato Bezerra)
Ministro da Saúde libera verba para Centro de Atenção à Mulher (Crédito: Renato Bezerra)


Sílvio Mendes, presidente da Fundação Municipal de Saúde, apresentou o projeto da obra ao Ministro. “A pretensão do município de Teresina é possibilitar o mais rápido possível a execução da obra em prol da saúde da mulher”, expôs. 

O centro de saúde voltado às mulheres terá como público alvo aquelas a partir da adolescência (14 anos) até a terceira idade. O atendimento será feito por uma equipe multiprofissional, das áreas de ginecologia, mastologia, radiologia, ultrassom, entre outras.

Durante o evento de anúncio de liberação dos recursos para construção do Centro de Saúde da Mulher, o prefeito de Teresina entregou ao Ministro da Saúde o software desenvolvido pela FMS para o sistema online de regulação de consultas, exames e internação. A ideia é que a experiência em Teresina se torne um projeto piloto para aplicação em outras regiões do país.  

Ministro da Saúde libera verba para Centro de Atenção à Mulher (Crédito: Renato Bezerra)
Ministro da Saúde libera verba para Centro de Atenção à Mulher (Crédito: Renato Bezerra)


“Toda a nossa rede de atenção primária se reporta a uma rede de marcação de consultas, que desde que o município assumiu, nós tínhamos a central e agora aperfeiçoamos. São duas centrais, uma de regulação ambulatorial e outra de regulação hospitalar. A regulação ambulatorial nasce na atenção primária e é aberta a todos os municípios do Estado. Teresina trabalha com o Estado inteiro, na expansão de oferta de serviços. Na Central de Regulação temos 191 estabelecimentos que possuem acesso, com 975 operadores, todos com senha e nós localizamos todos os históricos. Nós fazemos uma média de 6.500 agendamentos dia, uma escala muito grande”, disse Sílvio Mendes.

O presidente da FMS falou ainda quanto a regulação hospitalar: “Foi suprimido o uso de papel. Tudo é online e internação que antes demorava dois, três meses, fazemos agora em dez minutos. Com a regulação o leito no hospital não é do médico, nem do estabelecimento de saúde é da regulação, obedecendo o princípio básico da fila única, com equidade. O critério de internação é somente a classificação de risco”.

Ministro da Saúde libera verba para Centro de Atenção à Mulher (Crédito: Renato Bezerra)
Ministro da Saúde libera verba para Centro de Atenção à Mulher (Crédito: Renato Bezerra)

 

O ministro também conheceu, na região do projeto Lagoas do Norte, as ações desenvolvidas pela Prefeitura de Teresina para o combate ao mosquito Aedes aegypti, como a Faxina nos Bairros, ação que acontece todos os sábados em dois bairros da capital simultaneamente, estimulando a população a retirar de suas casas os materiais inservíveis e todo o tipo de lixo que não é geralmente colocado para a coleta diária. 

Fonte: Ascom / Prefeitura de Teresina
logomarca do portal meionorte..com