Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Mocidade, Vila Maria e Tucuruvi são destaques do segundo dia de desfiles em São Paulo

Nenê, Gaviões, Tom Maior e Império também desfilaram neste sábado. Não houve atrasos nem imprevistos no desfile; apuração será na terça (12)

Mocidade, Vila Maria e Tucuruvi são destaques do segundo dia de desfiles em São Paulo
Desfile das escolas de samba de São Paulo | Raul Zito/G1
Compartilhe

Mocidade Alegre, Unidos de Vila Maria e Acadêmicos do Tucuruvi foram os destaques da segunda noite de desfiles das escolas do Grupo Especial do carnaval de São Paulo. Entre a noite de sábado (9) e a madrugada de domingo (10), sete escolas passaram pelo Sambódromo do Anhembi, na capital paulista.

Nenê de Vila Matilde, Gaviões da Fiel, Tom Maior e Império de Casa Verde também se apresentaram e agora aguardam a apuração dos votos, que ocorrerá na terça-feira (12).

Não houve imprevistos nos desfiles e nenhuma escola estourou o tempo máximo permitido.

Os desfiles paulistanos homenagearam o centenário do humorista Mazzaropi e os 50 anos da imigração coreana no Brasil. Também abordaram as lutas pela igualdade, a publicidade e as glórias do Corinthians, a sexualidade, a cura e as tentações.

Entre as beldades mais conhecidas, passaram pelo Anhembi Sabrina Sato, Ângela Bismarchi, Adriana Bombom e Caroline Bittencourt.

Mocidade Alegre

À 1h15, os portões foram abertos para a atual campeã, Mocidade Alegre, com o enredo ?A sedução me fez provar, me entregar à tentação... da versão original, qual será o final??.

A escola usou bom humor para recriar dogmas da humanidade, em uma tentativa de questionar verdades e conceitos que são transmitidos de geração para geração. O final de lendas e contos de fadas foi transformado ao longo do desfile: Branca de Neve virou uma moça malvada que come criancinhas, Pinóquio quis continuar boneco de madeira e as madrastas, representadas pelas baianas, viraram "boadrastas?.

Os filmes "Avatar", de James Cameron, "Inteligência Artificial", de Steven Spielberg, e "O Feitiço de Áquila", de Richard Donner, também foram lembrados em algumas das 25 alas do desfile, que contou com 3.200 componentes e cinco alegorias. Em alguns momentos, a bateria de Mestre Sombra fez "paradonas", deixando o público e os componentes da escola cantarem o samba. A Mocidade fechou o desfile mostrando o final que a escola quer para todas as histórias: de muita felicidade, com alas que representaram a paz mundial, fartura na mesa do brasileiro e também um carnaval unido em São Paulo.

Unidos de Vila Maria

A imigração coreana no Brasil foi o tema da Unidos de Vila Maria. Já no abre-alas, um sósia do cantor Psy, que virou fenômeno mundial depois de fazer sucesso na internet, mostrou o lado pop da Coreia.

Também tiveram destaques a tecnologia, a força econômica dos Tigres Asiáticos, as tradições e a história dos coreanos, marcada por guerras. O carnavalesco Chico Spinosa dividiu os 4,5 mil componentes em 27 alas e cinco alegorias.

Um dos carros da escola teve problemas no início do desfile, mas a escola contornou o improviso. Um integrante precisou entrar embaixo da alegoria, que trazia um grande tigre articulado, para ajeitar o eixo. A Vila Maria falou, ainda, de folclore, mitologia e da gastronomia. O desfecho da apresentação deu destaque para as artes marciais, moda, futebol e a amizade entre Brasil e Coreia.

Acadêmicos do Tucuruvi

A vida e a obra do humorista Mazzaropi foram retratados com muitas cores pela escola Acadêmicos do Tucuruvi no Anhembi. Os carros alegóricos representavam as cinco áreas de atuação do artista: o circo, por onde o artista passou na adolescência; o teatro de rua, mambembe; o rádio e sua consagração como artista; o programa Rancho Alegre; e a sua trajetória no cinema.

No carro abre-alas, um parente de Mazzaropi, também comediante, representava o artista em um palco. Vários dos 30 filmes do humorista foram homenageados no percurso, entre eles "O Puritano da rua Augusta", "Candinho", "Meu Japão Brasileiro" e "O Noivo e a Jirafa?

O alegre samba-enredo, com um som de risada no meio, foi um dos destaques da noite. À frente da percussão sambavam a rainha Valéria de Paula, que ocupa o posto há sete anos, a madrinha, a modelo Caroline Bittencourt, além da musa Renée de Oliveira. Outra beldade a desfilar pela escola foi Lívia Andrade.

Nenê de Vila Matilde

De volta ao Grupo Especial, a Nenê de Vila Matilde foi a primeira no Anhembi na 2ª noite de desfiles. A escola defendeu o enredo "Da Revolta dos Búzios à atualidade. Nenê canta a igualdade". Além da insurreição que dá título ao enredo -- que ocorreu na Bahia no século 18 e terminou com 40 revoltosos presos e quatro deles executados --, as 22 alas com 3.000 integrantes no total representaram movimentos como a Revolução Francesa e a Cabanagem, a luta sindical, pela reforma agrária e pela diversidade sexual.

Já no abre-alas, a tradicional Nenê mostrou que vinha com uma proposta diferente em 2013. O enorme carro ocupava quase toda a largura de 14 metros da pista do sambódromo e mostrou a dualidade entre o bem e o mal por fantasias em tons diferentes: azul e branco de um lado e vermelho e branco do outro. Bonecos de águias (o símbolo da escola) montados por pessoas presas por cordas de segurança eram movimentados por 18 funcionários dentro da alegoria. Na bateria, o mestre Renato comandava 250 ritmistas. À frente, vieram a rainha Deborah Caetano vestida de diabo e a diva Adriana Bombom representando um anjo.

Gaviões da Fiel

?Ser Fiel é a alma do negócio?, segundo o enredo da Gaviões. A escola falou da publicidade, da comunicação e das glórias do Corinthians. O desfile marcou a estreia do carnavalesco Max Lopes, do Rio, no carnaval paulistano. Outro que estreou no Anhembi foi o goleiro corintiano Cássio. A escola ainda teve a participação de outros atletas do clube, do publicitário Washington Olivetto e do locutor Osmar Santos.

A Gaviões desfilou com 3,8 mil componentes divididos em 25 alas e cinco alegorias que mostraram a propaganda desde a descoberta do Brasil até os dias de hoje. A bateria teve 250 ritmistas caracterizados como barões do café. À frente, a rainha, Tatiane Minerato, e a madrinha, Sabrina Sato. A ave símbolo da escola abriu e fechou o desfile: fazendo propaganda dos 43 anos da Gaviões, no abre-alas; e ao mostrar as conquistas da publicidade nacional e do Corinthians, na última alegoria.

Tom Maior

Quarta escola da 2ª noite, a Tom Maior falou da sexualidade no enredo ?Parque dos Desejos ? O seu passaporte do prazer?.

O bilhete de entrada para as atrações propostas pela escola foi retratado como se fosse um preservativo. A agremiação buscou resgatar a história do sexo e transformar o assunto numa brincadeira sem perder de vista a saúde, com alerta pelo uso de preservativos e para a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

Antes do início do desfile, a vice Miss Bumbum 2012, Andressa Urach, se envolveu em uma polêmica com representantes da Tom Maior. Um diretor da escola e a musa discutiram. Ela alega que tinha recebido a promessa de um lugar de destaque, mas ficou no fundo de um carro e cercada de fumaça. A escola levou ao Anhembi 2,5 mil integrantes divididos em 23 alas e cinco carros alegóricos.

Império de Casa Verde

A Império de Casa Verde encerrou os desfiles do carnaval 2013 de São Paulo com enredo sobre a cura. A sétima e última agremiação da noite entrou no Anhembi às 6h02. A agremiação levou para o Sambódromo também a cura religiosa, espiritual e por meio da medicina ao cantar "Quem canta seus males espanta ? pra todo mal, a cura".

A madrinha de bateria, Andrea Andrade, veio fantasiada de Cleópatra. No abre-alas, a escola recriou os jardins suspensos da Babilônia, com vegetação natural. Chamaram a atenção cerca de 800 vasos com plantas naturais.

No carro da medicina moderna, o quinto da escola, 8 mil CDs foram usados para retratar o avanço da tecnologia. Também houve referências a remédios e vacinas.


Mocidade, Vila Maria e Tucuruvi são destaques do 2º dia em São Paulo

Mocidade, Vila Maria e Tucuruvi são destaques do 2º dia em São Paulo

Mocidade, Vila Maria e Tucuruvi são destaques do 2º dia em São Paulo

Mocidade, Vila Maria e Tucuruvi são destaques do 2º dia em São Paulo

Mocidade, Vila Maria e Tucuruvi são destaques do 2º dia em São Paulo

Mocidade, Vila Maria e Tucuruvi são destaques do 2º dia em São Paulo

Mocidade, Vila Maria e Tucuruvi são destaques do 2º dia em São Paulo

Mocidade, Vila Maria e Tucuruvi são destaques do 2º dia em São Paulo

Mocidade, Vila Maria e Tucuruvi são destaques do 2º dia em São Paulo

Mocidade, Vila Maria e Tucuruvi são destaques do 2º dia em São Paulo

Mocidade, Vila Maria e Tucuruvi são destaques do 2º dia em São Paulo

Mocidade, Vila Maria e Tucuruvi são destaques do 2º dia em São Paulo

Mocidade, Vila Maria e Tucuruvi são destaques do 2º dia em São Paulo

Mocidade, Vila Maria e Tucuruvi são destaques do 2º dia em São Paulo


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar