O município de Cajueiro da Praia, no litoral do Piauí, passa a contar com uma nova unidade de conservação para a preservação de sítios naturais raros, singulares ou de grande beleza cênica, na área de Proteção Ambiental Delta do Parnaíba (APA Delta do Parnaíba). Trata-se do Monumento Natural Estadual das Itans, criado por meio de Lei (N.º 7.747/2022), publicada na edição de quinta-feira (10), no Diário Oficial do Estado.

O Monumento Natural das Itans tem por objetivo preservar a geodiversidade e a integridade das formações dos Sambaquis presentes na Ponta do Socó e na praia das Itans; proteger os remanescentes florestais de mangue de botão associados a Foz dos Rios Timonha e Ubatuba, berçário do Peixe-Boi-Marinho; conservar a biodiversidade nas áreas naturais da região leste litorânea do município de Cajueiro da Praia e a prioridade de uso dos pescadores na região do Porto da Lama, dentre outros.

Monumento abrande área de 57,61 hectares | FOTO: Divulgação/´Prefeitura de Cajueiro da PraiaMonumento abrande área de 57,61 hectares | FOTO: Divulgação/´Prefeitura de Cajueiro da PraiaO Monumento abrange uma área total de 57,61 hectares constituído por áreas públicas podendo ser constituído, também, por áreas particulares, desde que seja possível compatibilizar os objetivos da unidade com a utilização da terra e dos recursos naturais do local pelos proprietários. 

Medidas para preservação ambiental

Segundo a legislação, em áreas particulares, deve-se manter 70% da cobertura vegetal nativa, privilegiando a manutenção das carnaúbas, devendo o projeto de uso da área remanescente ser aprovado pela administração da unidade, conforme diretrizes do plano de manejo.

Carnaúbas devem ser mantidas na área de preservação | FOTO: Divulgação/Prefeitura de Cajueiro da PraiaCarnaúbas devem ser mantidas na área de preservação | FOTO: Divulgação/Prefeitura de Cajueiro da PraiaA lei também proíbe a restrição de acesso público à trilha das goiabeiras, na Ponta do Socó, cuja manutenção pode ser realizada de forma conjunta entre o poder público e os proprietários das áreas particulares.

“Este parque é muito importante porque vai contribuir com a manutenção do ecossistema e para o desenvolvimento sustentável de Cajueiro da Praia. É naquele local que está o Cajueiro-Rei, considerado o maior do mundo, que a partir de agora terá sua preservação ainda mais garantida”, afirma o prefeito de Cajueiro da Praia, Felipe Ribeiro.

Segundo a prefeitura de Cajueiro da Praia, está prevista a instalação de um mirante na Ponta do Socó, que poderá contar com investimentos públicos e privados, além da instalação da Praça da Família Cajueirense, que deverá oferecer à população de Cajueiro da Praia de forma gratuita oportunidades de esporte e lazer, em estruturas integradas com o meio ambiente.