Morre segundo bandido ferido por turista 'enganado' por GPS

Aplicativo levou motorista para uma comunidade violenta em SP

O segundo suspeito de tentar assaltar um grupo de turistas que entrou em uma comunidade de São Vicente, no litoral de São Paulo, por conta de uma falha em um aplicativo de GPs no celular, morreu na noite desta segunda-feira (20). César Martins, de 31 anos, foi baleado pelo policial Luiz dos Santos, que estava com amigos aproveitando o feriado na região.

Segundo a polícia, o policial militar de São Paulo e os amigos estavam em dois carros para curtir a folga do feriado da Consciência Negra, quando, por volta das 9h30, o aplicativo de GPS indicou que eles entrassem em uma comunidade da cidade de São Vicente conhecida como México 70. Chegando lá, eles foram abordados por três assaltantes. Dois deles foram baleados pelo PM.

Sem conhecer o local, Luiz Felipe seguiu as orientações do aplicativo e, na Rua Marginal Ponte Mar Pequeno, próximo à Rodovia dos Imigrantes, foi abordado pelos criminosos armados. Os bandidos anunciaram o assalto e tentaram levar os pertences do policial, que reagiu e atirou. O outro suspeito morreu pouco tempo após o crime.

Turistas entraram em comunidade após falha de aplicativo de celular (Crédito: Arquivo Pessoal)
Turistas entraram em comunidade após falha de aplicativo de celular (Crédito: Arquivo Pessoal)


Em depoimento à polícia, o PM disse que percebeu que vários moradores da comunidade começaram a se aglomerar no local e, com medo de retaliações e possíveis agressões, decidiu seguir viagem e estacionou, pouco tempo depois, em um posto de combustível em Praia Grande, onde ligou para a polícia solicitando socorro.

De acordo com a polícia, a equipe que foi ao local atender a ocorrência encontrou dois criminosos baleados em ruas próximas de onde aconteceu o assalto. O terceiro assaltante conseguiu fugir e, até o momento, não foi localizado nem identificado pelas equipes que estão cuidando do caso. Para a polícia, Luiz Felipe contou que fez cinco disparos.

Felipe de Oliveira, de 20 anos, que foi atingido no tórax e no braço, foi encaminhado para o Hospital Municipal de São Vicente, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Outro dos tiros do PM acertou a cabeça de César, que chegou a passar por procedimentos cirúrgicos no Hospital Municipal, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na noite desta segunda-feira.

Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com