Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Greve: Passageiros são obrigados a descerem dos ônibus em Teresina

Os ônibus paralisados no Centro de Teresina estão causando congestionamento no trânsito na região.

Compartilhe
Google Whatsapp

Na tarde desta sexta-feira (8), motoristas e cobradores de ônibus pararam os veículos nas principais ruas e avenidas do Centro de Teresina como forma de protesto no 5º dia de greve da categoria por reajuste salarial de 5%.

Os ônibus paralisados no Centro de Teresina estão causando congestionamento no trânsito na região.

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas do Transporte Rodoviário (Sintetro) reuniu mais de 100 transportes coletivos nas principais avenidas do Centro de Teresina. Segundo informações repassadas ao meionorte.com, os passageiros estão sendo obrigados a descerem dos ônibus e seguirem a pé.


A população de Teresina continua tendo de conviver após cinco dias com a paralisação dos motoristas e cobradores do transporte público. Alguns populares contam que os transtornos continuam mesmo com a presença de veículos registrados pela STRANS para atender a população.

A estudante Danúbia Rodrigues afirmou que está a 1 hora esperando um ônibus para a zona Sul da capital. "Está sendo muito complicado essa questão dos ônibus, porque eles prometeram que teria 50% dos ônibus rodando e na verdade não está tendo nem os 30%, eu mesmo estou na parada a mais de 1 hora esperando e até o momento não passou nenhum se quer. O sistema público de Teresina realmente é uma calamidade." Afirmou a Danúbia Rodrigues. 


Na manhã de hoje, ocorreu uma audiência de conciliação, mas segundo Ajuri Dias, Diretor do Sindicato, o SINTETRO e o SETUT não chegaram a um acordo que definisse o fim da paralisação.

O Secretário de Previdência Social da Sintetro, Francisco Sousa, fala que a classe esperava uma conciliação das partes após essa audiência, mas já que não houve acordo os grevistas permaneceram firmes a frente do movimento. 

A assessoria da SETUT informou que não comentará as negociações até que exista um acordo entre as partes.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Carregar os comentários (0)

comentários

fechar comentários
Nenhum comentário feito até o momento

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto