Mulher atropelou namorado 3 vezes após briga, diz testemunha

Uma câmera de segurança gravou a cena.

A estudante presa em flagrante por suspeita de atropelar e matar seu namorado intencionalmente, na noite de sábado (18), atingiu a vítima três vezes com o carro dela. A afirmação é de um homem que testemunhou o atropelamento em São Bernardo do Campo, no ABC, e chamou a Polícia Militar (PM).

Francine Suati de Lima, de 30 anos, foi indiciada por homicídio qualificado por motivo fútil. Para a Polícia Civil, a estudante usou seu veículo ara assassinar o recepcionista Daniel Masson, de 35 anos, na Rua Guadalajara.

A investigação considera que o motivo do crime foi uma briga por ciúmes durante o desfile de um bloco de carnaval de rua. Daniel teria cumprimentado ou recebido um telefonema de outra mulher. Em seu interrogatório, Francine negou a acusação de que teve a intenção de atropelar Daniel e disse que foi ele que se jogou na frente do automóvel.

Até a publicação desta reportagem ela continuava presa preventivamente, ou seja, até um eventual julgamento. A mulher seria transferida da cadeia feminina em São Bernardo para uma unidade prisional.

Câmera de segurança

Câmera de segurança gravou o casal fantasiado e discutindo. As imagens mostram quando o recepcionista sai caminhando, com a roupa rasgada, e a mulher entra no seu veículo, e o segue, mas não apresenta o momento do atropelamento.

“Então ela fez a volta com o carro e já foi em direção a ele. Ele se virou e o carro já estava em cima dele. O carro atingiu ele na altura da cintura. Ele caiu por cima do capô e depois caiu no chão”, disse a testemunha à reportagem. “Nessa hora o carro estava parado. Então ela acelera, passa por cima dele, e com a roda direita do carro, passa por cima dele, volta, e passa mais uma vez.”

Foi uma declaração parecida como essa, dada por esse rapaz, que fez com que a polícia prendesse Francine.

Questionada pela reportagem quantas vezes Daniel foi atingido pelo carro, a testemunha afirmou que “foram três vezes”. Indagada se Francine teve intenção de atropelar o namorado todas as vezes, a resposta foi: “A meu ver, foi intencional sim”.


Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com