Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Não deixe a frigidez afetar seu relacionamento

Não deixe a frigidez afetar seu relacionamento

Compartilhe

Certamente voc? j? ouviu falar em frigidez e associou a uma mulher que n?o consegue ter orgasmo. Mas, saiba que a palavra caiu em desuso e os especialistas jamais a utilizam.

Uma das raz?es que levaram a abolir a utiliza??o do termo ? por ser algo muito gen?rico. "Frigidez ? um conceito leigo usado para designar alguns dist?rbios sexuais como a diminui??o da libido e a falta de orgasmo, al?m de fazer refer?ncia a algu?m que n?o tenha uma sexualidade muito expressiva", explica a ginecologista Tha?s Helena Rocha, do Hospital Professor Edmundo Vasconcelos.

A especialista acredita n?o existirem pessoas sem capacidade de ter orgasmo. "A falta de libido ou a aus?ncia de orgasmo ? algo moment?neo. A causa para isso ? a circunst?ncia da vida e as experi?ncias que a pessoa j? teve", afirma Tha?s.

De acordo com a psic?loga e sex?loga Rosemary Villela, do Projeto Ambsex, atualmente utiliza-se o conceito transtorno de desejo hipoativo. "? exatamente a mesma coisa que inibi??o do desejo", diz.

Segundo a sex?loga, alguns fatores org?nicos podem ser prov?veis causas, como desequil?brio hormonal, hipotireoidismo e uso de medicamentos antidepressivos. Al?m disso, durante a gravidez a mulher pode ser acometida pelo transtorno, pois o desejo sexual pode diminuir com o aumento da prolactina.

Assim como outros dist?rbios sexuais, a inibi??o do desejo ? altamente influenciada pelo emocional. "A mulher precisa n?o apenas de horm?nios para ser estimulada. Para ela, ? muito importante a parte afetiva na sexualidade", afirma Tha?s. "E muitas vezes, as mulheres gostariam que fosse um problema hormonal por ser mais f?cil de resolver", diz a ginecologista.

O que muitas delas n?o sabem ? que o parceiro pode contribuir com o problema ao se eximir da responsabilidade e do envolvimento na rela??o. "Em muitos casos, o parceiro manda a mulher procurar um ginecologista, porque nunca considera um problema dele ou da rela??o", afirma a m?dica.

A psic?loga Rosemary explica que frigidez tamb?m era usada para designar a anorgasmia, ou seja, a falta de orgasmo. Segundo ela, h? tr?s categorias. A prim?ria est? ligada ?s mulheres que nunca tiveram orgasmo, enquanto a secund?ria engloba aquelas que j? alcan?aram, mas deixaram de ter. J? a situacional se relaciona com algumas determinadas situa?es, como desconforto ou cansa?o. "A anorgasmia tamb?m tem a ver com a dificuldade que as mulher t?m de se entregar. Isso ocorre, principalmente, com as controladoras", diz.

Quando o transtorno de desejo hipoativo apresenta causas org?nicas, o tratamento ? realizado com reposi??o hormonal. Entretanto, grande parte dos casos ? influenciada pelo psicol?gico e exige psicoterapia focada na sexualidade. "Antes de come?ar o tratamento, ? fundamental analisar o hist?rico da pessoa", afirma a ginecologista Ana L?cia Cavalcanti.

A m?dica ainda desmistifica a necessidade de chegar ao orgasmo em todas as rela?es sexuais. "Antes era considerado se a mulher tinha ou n?o desejo. Hoje, ela pode n?o estar com desejo, mas estar receptiva ao sexo. E se o parceiro souber estimul?-la adequadamente, ela pode se sentir satisfeita mesmo n?o tendo orgasmo", afirma Ana L?cia.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar