Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Nível das represas está mais baixo que na crise do racionamento em 2001

Hidrelétricas do Sul e Sudeste estão com 28,43% da capacidade

Compartilhe

O nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas brasileiras localizadas nas regiões Sudeste e Centro-Oeste caiu na última terça-feira (8) a um nível menor que o mês de implantação do racionamento de energia elétrica de 2001. Os dados são do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico).



A capacidade atual das plantas do Sudeste e Centro-Oeste, responsáveis por 70% da geração de energia elétrica do País, chegou a 28,43% ontem, segundo dados do ONS. Em junho de 2001, quando começou o racionamento, o nível dessas bacias estava em 28,55%.

Vale lembrar que o período de chuvas está compreendido no verão, ou seja, de dezembro a março. Já o mês que marcou o início do racionamento ? junho ? faz parte do outono brasileiro, período em que predomina clima seco e a chuva é mais escassa naturalmente.

O uso limitado de luz durou até fevereiro de 2002 e atingiu as regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste e parte do Norte.

Na região Sul, os reservatórios estão com 41,36% da capacidade. Em junho de 2001, esse nível era de 92,90%, ou seja, o dobro do registrado ontem.

As represas da região Norte têm 40,23% da capacidade, nível bem menor ao registrado em junho de 2001, quando os reservatórios da região estavam com 70,7% do que são capazes de armazenar.

O contraponto são os reservatórios das usinas do Nordeste, que tinham 24,61% da capacidade em junho de 2001. Agora, há mais água nas represas das hidrelétricas da região: 30,64%.

As termelétricas já estão ligadas e são responsáveis, atualmente, por um quarto da energia distribuída no País. Vale lembrar que essa energia é mais cara que a gerada nas hidrelétricas, e o custo é repassado invariavelmente ao consumidor.

Agora, pelo menos 60 usinas termelétricas estão despachando energia, por meio do SIN, de todos os tipos de fontes: eólica, a carvão, a óleo diesel e combustível, nuclear e a gás natural.

O ministro das Minas e Energia afirmou na última segunda-feira (7) que não há risco de desabastecimento de energia, mas o governo federal convocou uma reunião com líderes do setor energético hoje.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar