Pacientes atendidos no HUT receberão exames na alta hospitar

A informação foi anunciada nesta terça-feira pelo presidente da FMS

Os Pacientes que forem transferidos do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) para outra unidade de saúde ou que tiverem alta hospitalar com necessidade de darem continuidade ao tratamento, já sairão com a cópia de todos os exames que foram realizados durante o atendimento. Essa nova determinação foi anunciada ontem, 19, pelo presidente da Fundação Municipal de Saúde  de Tersina (FMS), Dr. Sílvio Mendes, durante o Fórum Interinstitucional, realizado no Conselho Regional de Saúde (CRM).

A nova medida tem como objetivo agilizar a continuidade da assistência e proporcionar aos pacientes uma assistência mais rápida e com mais qualidade. De acordo com o Dr. Gilberto Albuquerque, diretor geral do HUT, o Hospital já está se adequando para que os pacientes já saiam com todos os exames em mãos. “Estamos mobilizando todos os setores e nos adequando para agilizar as cópias dos exames no momento da transferência ou da alta do paciente. Essa medida irá garantir uma continuidade no tratamento e acelerar o processo de diagnóstico”, ressaltou o diretor.

O HUT realiza os seguintes exames: tomografia, raio-x, ultrassonografia, ecodoppler, endoscopia, colonoscopia, broncoscopia, eletrocardiograma e 54 tipos de exames laboratoriais que cobrem as especialidades da hematologia, urinálise, bioquímica, coagulação, imunologia, marcadores cardíacos e gasometrias.

Tem cadeira cativa no Fórum representantes das seguintes entidades: Conselho Regional de Medicina (CRM), Secretária Estadual de Saúde (Sesapi), Fundação Municipal de Saúde (FMS), Ministério Público (MP), Tribunal de Justiça (TJ), Defensoria Pública, Ministério Público do Trabalho (MPT), Hospital de Urgência de Teresina (HUT), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Hospital Getúlio Vargas (HGV), Hospital Infantil Lucídio Portela (HILP), Conselho Federal de Medicina (CFM), Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB), Associação Brasileira de Medicina de Emergência (ABRAMEDE), entre outros. 

Fonte: Portal MN