Padrasto estupra menina de 12 anos com o consentimento da mãe

O estuprador foi condenado a 18 anos de prisão

O julgamento de um crime que movimentou o Reino Unido. A corte ouviu a história de uma mãe que permitiu que o companheiro estuprasse a filha de 12 anos por não conseguir ter filhos. A garota foi violentada sexualmente e ficou grávida. A mãe disse que o bebê teria sido um “enviado de Deus” para a família.

De acordo com a acusação, a mulher e o rapaz, que não tiveram o nome divulgado para preservar a identidade da vítima, se conheceram na internet e logo estavam morando juntos. “Sem qualquer consideração pelo sentimento da filha, o plano era que o rapaz fizesse sexo com ela até que  engravidasse e virasse mãe de aluguel”, disse Steven Bailey, advogado de acusação.

Quando descobriu que a filha estava grávida, a mãe a levou ao médico. Para disfarçar, disse que um garoto a engravidou. A verdade só veio à tona quando a menina contou tudo a uma professora. 

O estuprador foi condenado a 18 anos de prisão e terá que cumprir, pelo menos 12, ou até que a Justiça considere seguro. Já a mãe vai ficar presa por seis anos e três meses.

Fonte: Com informações do Metropoles