Para evitar fraude, 3 mil vão atuar no concurso da Polícia Militar

Prova do concurso da PM será reaplicada dia 9 de julho.

O Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe) da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) , anunciou que um contingente de quase 3 mil pessoas irão atuar no Concurso da Polícia Militar, que será reaplicado no dia 09 de julho, que foi cancelado após o vazamento de questões. 

De acordo com o Nucepe, o concurso será realizado com a presença de  2.400 fiscais, 81 coordenadores gerais e mais 81 coordenadores nos locais de aplicações em diferentes pontos da capital. Conforme informou o órgão, haverá forte esquema de segurança com atuação de agentes da Polícia Civil e Militar. 

A horário de aplicação será de 9h às 13h (horário do Piauí). O candidato deverá comparecer ao local determinado para a realização da Prova Escrita Objetiva (1ª etapa) com antecedência mínima de 01 (uma) hora em relação ao horário fixado, conforme o Edital. Clique aqui e confira o Edital

O candidato não poderá, nas dependências dos Centros de Aplicação de Provas, portar
(mesmo que desligado), nem usar celular ou aparelhos de comunicação, cálculo ou registro de dados, assim como relógios de qualquer tipo, bolsas, sacolas, livros, revistas, jornais, papéis para rascunho, lápis, lapiseiras, borrachas, boinas, bonés, chapéus, armas e óculos escuros, sob pena de isto caracterizar tentativas de fraude, cuja consequência será a eliminação imediata do Concurso. 


UFPE irá elaborar as provas do concurso da PM-PI

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) foi contratada pelo Nucepe para elaborar e realizar as provas do concurso público para o posto de soldado da Polícia Militar. O reitor da Uespi, Nouga Cardoso, informou que as provas eram elaboradas em Teresina, assim como eram feitas todas as cópias, agora por uma questão de logística e tempo o serviço será feito fora do Estado. 

De acordo com Nouga Cardoso, a Universidade Federal de Pernambuco há muito tempo já colabora com o Nucepe na elaboração de provas.

O concurso da PM foi anulado após a confirmação de vazamento de cinco questões da prova de português. Mais de 32 mil inscritos esperaram a realização das provas, que foram remarcadas para o dia 9 de julho. O concurso é para 480 vagas, sendo que 10% das vagas serão reservadas a candidatos do sexo feminino.


Fonte: Portal Meio Norte