Pastor Valdemiro esfaqueado durante culto já recebeu alta em SP

Homem que esfaqueou Pastor Valdemiro disse que se sentiu "ameaçado"

Responsável por esfaquear o apóstolo Valdemiro Santiago no último domingo (08), Jonathan Gomes Higino, admitiu que planejava matar o líder religioso. Em depoimento, o agressor afirmou que começou a planejar o assassinato após um culto em que o pastor afirmou que ele seria crucificado, Jonathan afirmou que “se sentiu ameaçado”pelo pastor.

Image title

Jonathan foi preso em flagrante pela pela tentativa de homicídio e não tinha passagem anterior pela polícia. Ele começou a frequentar a Igreja Mundial do Poder de Deus há um ano e começou a planejar a ação há cinco meses.

Os líderes da igreja afirmaram nunca ter visto o suspeito. "Eu entendo que essa pessoa deveria estar fora de si para cometer um ato dessa gravidade. Não há justificativa", afirmou o bispo Jorge Pinheiro.

Jonathan atacou o bispo enquanto estava na fila para receber uma oração. Quando o pastor se aproximou, ele sacou a arma e esfaqueou o pastor. O agressor foi contido por seguranças da igreja e depois levado à delegacia. A ação ocorreu em um templo da igreja do bairro do Brás, centro de São Paulo.

Pastor já recebeu alta

Valdomiro foi levado para o Hospital Sírio Libanês. Ele recebeu um corte profundo no pescoço e levou 25 pontos. "Eu estava impondo as mãos, acabando de ouvir um milagre, um testemunho, e entrou alguém por trás, não sei, não vi quem era, e deu uma facada no pescoço, ou uma navalha, não sei', afirmou o pastor em um vídeo gravado no hospital. Ele já recebeu alta.                                                   

Fonte: Com informações da UOL