Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Piauí tem o maior percentual de pacientes recuperados da Covid-19

Estado também é um dos que mais testa no Brasil

Compartilhe

Levantamento feito junto ao Ministério da Saúde  mostra que o Piauí tem o maior percentual de pacientes recuperados da Covid-19 do Brasil, com 90,73%.

Dados até terça-feira (16) mostram que dos 11.559 pacientes com Covid-19 no Piauí,  10.487 foram recuperados. 

LEIA MAIS: Covid-19: Histórias de quem enfrentou o vírus e está curado no Piauí

O estado de Santa Catarina ficou em segundo lugar,  com 81,33%. Em Santa Catarina,  dos 15.015 pacientes com Covid-19,   12.219.

Em seguida vem o estado do Amazonas,  com 80,90%; Rio Grande do Sul, com 80,59%; e Rio de Janeiro,  com 79,99%.

O Piauí ocupa o 6o- lugar com testagem da população em relação a cada grupo de 100 mil habitantes,  de acordo com os dados do Ministério da Saúde,  com datas referentes a esta semana. 

O Piauí fez 75.728 testes para Covid-19,  tem 11.559 casos confirmados de coronavírus e uma população de 3.273.227 habitantes.

Isso significa que o Piauí tem uma média de 2.317 habitantes testados para Covid-19 para cada grupo de 100 mil habitantes.

Em primeiro lugar em testagem para Covid-19 em relação ao número habitantes está o Distrito Federal com 6.072 pessoas testadas para coronavírus para cada 100 mil habitantes: seguido dos estados do Amapá, Amazonas, Acre e Rondônia.

O governador Wellington Dias (PT) afirmou que o Piauí ocupa o primeiro lugar no ranking porque tem conseguido ter leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e equipes de médicos , enfermeiros e outros profissionais de saúde para atender os pacientes com Covid-19 e dar diagnóstico e tratamento rápidos. 

Ele destacou o  Programa Busca Ativa, que  possibilita encontrar rapidamente aqueles que estão contaminados pelo vírus, fazer o isolamento e, sendo descoberto no início, realizar o tratamento o quanto antes para evitar que cheguem a precisar de leitos hospitalares. 

"O objetivo é fazer com que a pessoa deixe de transmitir, fazer cair a taxa de transmissibilidade, diminuir o número de pessoas que adoecem e precisam de leitos hospitalares”, comentou Wellington Dias.

O  governador Wellington Dias  falou sobre a estrutura que o Estado tem mantido para garantir novos leitos de UTI e leitos de estabilização, passando pelo engajamento dos prefeitos e a   formação de equipes da Saúde da Família nos municípios para detectar esses casos.

Wellington Dias  pediu que o prefeitos invistam na testagem da população e garantiu o aumento no número de testes para os municípios.


O prefeito de Teresina,  , Firmino Filho (PSDB) , atribui a significativa recuperação dos pacientes com Covid-19 em Teresina à rede de atendimento médico,  que atende com urgência as pessoas com suspeita de coronavírus; os protocolos de medicação adotada pelos médicos teresineses; as pesquisas sorológicas que oferecem o quadro da doença na capital  piauiense.

O prefeito Firmino Filho alertou que, apesar de positivos, os números devem ser visto com cautela por serem dados estatísticos e que é necessário avaliar se será mantida a constância das informações nas próximas semanas.

“Temos indícios de boas notícias. Apesar da cidade ter apresentado um crescimento no número de positivados nesta nona etapa da pesquisa sorológica, com um número de casos 40 vezes maior ao de confirmados oficiais, tivemos uma redução significativa no número de pessoas infectantes. Os casos diminuíram de 41.340, dados da oitava sondagem, para 34.594 nesta semana. Este é um bom sinal em relação à progressão da doença e em relação ao que vínhamos observando”, explicou Firmino Filho.

Firmino Filho  reafirma  que a luta contra o coronavírus  é uma luta diária e as pessoas tém  que fazer um esforço para que a taxa de isolamento volte a crescer e a gente saia mais rápido dessa crise.

"Se houver a falsa sensação de segurança poderemos caminhar para um desastre. Mas se continuarmos com essa tendência de queda nas taxas, poderemos reavaliar com mais segurança a abertura das atividades econômicas”, declarou Firmino Filho.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar