Piauí é o 2º do Nordeste em geração de empregos

As cidades que mais se destacaram foram União, Altos e Esperantina

No fim do mês de fevereiro foram divulgados os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Mais uma vez o Piauí se destacou entre os estados que mais geraram postos de trabalho, ficando em 2º lugar do Nordeste na geração de empregos formais, atrás apenas da Bahia.

Os números são referentes ao mês de janeiro. De acordo com as informações do Caged, no estado, os números de desligamentos têm se mantido estáveis e equilibrados em relação às admissões. O Piauí vem se destacando ao longo do último ano e início de 2017, demonstrando um equilíbrio nos índices de geração de empregos do Nordeste.

 (Crédito: Reprodução)
(Crédito: Reprodução)

Ao longo dos meses, a divulgação dos dados do Caged tem comprovado a estabilidade que o estado vem apresentando frente à crise econômica que atinge diversos setores da economia nacional. As áreas que mais obtiveram êxito seguem sendo o comércio e o setor de serviços. No estado, as cidades que mais se destacaram na geração de emprego foram União, Altos, Esperantina, Picos, Piripiri e José de Freitas.

O secretário de Estado do Trabalho e Empreendedorismo, Gessivaldo Isaías, ressalta a importância dos dados para o estado. “Mês após mês temos conseguido manter os números de empregos formais no Piauí. O Governo do Estado e a Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo têm feito esforços para criar as condições necessárias para esse crescimento. Finalizamos o ano como 3º do Nordeste e ficamos felizes em continuar crescendo. Hoje nos tornarmos o 2º estado do Nordeste que mais criou vagas de empregos formais”, destaca o gestor.

Incentivo

O Governo do Estado tem trabalhado, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Setre), para diminuir o impacto da crise e estimular a criação de novos postos de emprego, o que faz com que os números do Piauí permaneçam estáveis. A Setre realiza diversos programas para fomentar a economia e a empregabilidade no estado, atuando na qualificação profissional, ofertando cursos de qualificação, e nas áreas do empreendedorismo e da economia solidária, estimulando esse tipo de economia a buscar a formalização das atividades.

Um dos programas que a secretaria realiza é o Setre nos Municípios, que qualifica pessoas fora do convívio social e profissional nas áreas de construção civil, embelezamento e corte e costura em cursos ministrados em quatro caminhões itinerantes que circulam todo o estado. Por meio desse programa, a secretaria também qualifica detentos nas penitenciárias, buscando dar uma nova chance a essas pessoas e recolocá-los no mercado de trabalho.

O Sistema Nacional de Emprego (Sine) faz parte das diretorias da Setre e trabalha em busca de aumentar a geração de empregos no estado e oferta os serviços de encaminhamento para o mercado de trabalho, agendamento de seguro-desemprego, emissão de carteiras de trabalho, dentre outros. A geração de emprego e renda é o principal objetivo da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo que elabora programas para aumentar os índices de qualificação e de empreendedorismo dentro do Piauí.

Caged

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), instituído pela lei nº 4.923, em 23 de dezembro de 1965, constitui fonte de informação de âmbito nacional e de periodicidade mensal. Foi criado como instrumento de acompanhamento e de fiscalização do processo de admissão e de dispensa de trabalhadores regidos pela CLT, com o objetivo de assistir os desempregados e de apoiar medidas contra o desemprego.

Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com