Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Piauí envia perita para auxiliar trabalho em Brumadinho

Inicialmente, a perita vai permanecer 10 dias no estado mineiro.

Compartilhe
Google Whatsapp

A perita criminal da Polícia Civil do Piauí, Maria Rosimere Xavier Amaral, 34 anos, foi enviada para auxiliar as autoridades policiais de Minas Gerais no trabalho de perícia que está sendo realizado para identificação das vítimas do rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Vale, em Brumadinho. Inicialmente, a perita vai permanecer 10 dias no estado mineiro e atuar no Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte, para onde os corpos estão sendo levados. 

O contato foi feito pelo diretor de Polícia Técnico Científica do Piauí, dr. Antônio Nunes, no intuito de prestar auxílio de profissionais devido a dimensão do desastre, como também, acompanhar toda a operação para elaboração de um protocolo padrão para identificação de vítimas de desastres naturais para o estado do Piauí.

“Eu entrei em contato com o Dr. Thalles Bettencourt, que é superintendente de Polícia Técnico Cientifica de Minas Gerais e com o Dr. José Roberto, que é diretor do IML de Belo Horizonte, no intuito de colocar o Piauí a disposição para auxiliar nos trabalhos e eles prontamente atenderam o pedido. A nossa profissional vai ajudar nas atividades de campo e produzir um protocolo que, posteriormente, será discutido e apresentado para que todas as instituições do estado sigam, caso aconteça algum desastre de grande magnitude no Piauí”, disse.

Veja também

ver mais de "Brumadinho"

A perita vai atuar, inicialmente, em Belo Horizonte, auxiliando na parte de coleta de material genético dos familiares das vítimas, mas ainda vai visitar a cidade de Brumadinho e outras regiões afetadas pelos rejeitos da mineradora para elaborar o relatório baseado no DVI (Disaster Victims Identification) desastres em massa.

“Fui direcionada inicialmente para acompanhar em campo a equipe de engenharia e meio ambiente por dois dias, logo após, irei para a triagem e identificação dos corpos. E posteriormente, elaborar um protocolo operacional padrão de identificação de vítimas de desastres para o Piauí. É importante destacar a necessidade que todo estado possua seus protocolos de procedimentos visto que todo acidente que exceda a capacidade de atendimento do IML do estado é considerado acidente em massa, variando quanto as proporções, e tenha condição de atuar de maneira eficaz no atendimento”, informou a perita.

Até o momento, o rompimento da barragem de rejeitos da Mineradora Vale, em Brumadinho, deixou 150 pessoas mortas, 182 ainda estão desaparecidos. A Polícia de Minas Gerais já fez a identificação de 134 corpos, 124 já foram liberados e entregues às famílias. A polícia realizou ainda mais de 500 coletas de amostras para exame de DNA. A perita deve retornar ao Piauí no próximo dia 16 de fevereiro.


Siga nosso canal no telegram
Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto