A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) confirma 15 casos de influenza H1N1, sendo que um evoluiu para óbito. Os dados foram apresentados nesta terça-feira (8), pela Diretoria de Vigilância e Atenção à Saúde. 

Os casos de Influenza H1N1 estão inseridos no perfil epidemiológico da síndrome respiratória aguda grave (Srag), que totalizaram 99 casos notificados, sendo:

15 - casos confirmados com Influenza H1N1

1 - por adenovírus;

14 - por metapneumovírus;

2 - por metapneumovírus + parainfluenza 1;

2 - por metapneumovírus + parainfluenza 3;

3 - por parainfluenza 1;

18 - não especificada;

44 - em investigação.

Noventa e três notificações de Srag são de pacientes residentes no Piauí e seis provenientes do Maranhão. A maioria é do sexo feminino (54,5%) e 45,5% masculino. Mais de 20% dos casos notificados são de pacientes com idade acima 50 anos de idade e 14% entre criança menores de seis meses até 5 anos de idade.  

Dos 99 casos de Srag, foram notificados 12 óbitos: sendo cinco por causa não especificada; dois por metapneumovírus; um para H1N1 e quatro ainda estão em investigação. 

A Secretaria de Estado da Saúde já disponibilizou de 20.500 unidades de Tamiflu para rede pública estadual e municipal para a assistência aos pacientes da síndrome respiratória aguda grave.