Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Piauí segue como maior produtor de pó de carnaúba no Brasil

Em 2018 o Piauí destacou-se como o maior produtor de pó de carnaúba do Brasil, com 10.496 toneladas

Piauí segue como maior produtor de pó de carnaúba no Brasil
Carnaúba | Paulo Barros
Compartilhe
Google Whatsapp

O IBGE divulgou nesta quinta, 19, os resultados da pesquisa da "Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura (PEVS)", referente ao ano de 2018. Os resultados desta pesquisa contemplam informações referentes à quantidade e ao valor da produção decorrente dos processos de exploração de florestas plantadas para fins comerciais (silvicultura), bem como da exploração dos recursos vegetais naturais (extrativismo vegetal). Também são apresentadas informações sobre as áreas ocupadas pelos efetivos da silvicultura. A “PEVS” constitui, desta forma, a principal fonte de estatísticas sobre o acompanhamento sistemático da exploração dos recursos florestais em todo o Território Nacional.

O principal item da pauta do extrativismo no Piauí é o pó cerífero da carnaúba, produto que tem sua extração concentrada no Brasil em apenas 05 estados da região nordeste: Piauí, Ceará, Maranhão, Rio Grande do Norte e Paraíba. Em 2018 o Piauí destacou-se como o maior produtor de pó de carnaúba do Brasil, com 10.496 toneladas, concentrando 58,5% da produção, seguido do Ceará, com 6.706 toneladas, que representa 37,37% do total produzido. Em termos de valor da produção, o Piauí atingiu R$ 118,06 milhões, o equivalente a uma participação de 62,38% do valor total extraído no país.

Fazendo-se uma análise do resultado da extração de pó cerífero da carnaúba nos últimos dez anos (2009 a 2018), percebemos que a produção total na região Nordeste apresentou uma leve queda de 2%, tendo produzido 18.300 toneladas em 2009 e 17.943 toneladas em 2018. Entretanto a região Nordeste já chegou a produzir 19.974 toneladas em 2015, o que, em relação à produção de 2018, representa uma queda de cerca de 10%.

Ao analisar a série histórica dos últimos dez anos, em termos de Estados, percebemos que o Piauí chegou a produzir 12.266 toneladas em 2009, tendo diminuído sua produção em cerca de 14,4%, para as atuais 10.496 toneladas de 2018. O Ceará produzia 5.497 toneladas em 2009 e aumentou cerca de 22% sua produção, para as atuais 6.706 toneladas. Percebe-se, assim, que o Piauí tem perdido participação no total da produção do país, já tendo sido responsável por 67% do total produzido em 2009, passando para os atuais 58,5% em 2018. O Ceará, por sua vez, vem conseguindo mais espaço, tendo passado de 30% do total produzido em 2009 para 37,37% em 2018. (Informações IBGE)



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×