"Já tenho 4 homicídios", diz acusado de matar empresário em assalto

O crime ocorreu no último dia 20 de fevereiro.

Nesta terça-feira (28/03), a equipe da Delegacia de Homicídios comandada pelo delegado Francisco Costa, o ‘Baretta’, realizou a prisão do jovem identificado como Sanatiel Rocha Abreu, mais conhecido como ‘pequeno’, de 24 anos. O rapaz é acusado de ter disparado os tiros que mataram o empresário Leandro César Sousa Gonçalves, no último dia 20 de fevereiro, no bairro Lourival Parente, na zona Sul de Teresina.

A prisão ocorreu depois que a família de Leandro espalhou por Teresina cartazes oferecendo R$ 2 mil por informações que levassem à captura do acusado e de sua irmã , de 19 anos, também acusada de ter participado do crime.

Em um vídeo que repercutiu na internet gravado no momento da sua prisão, Sanatiel confessa que é autor de pelo menos mais quatro homicídios.

Na gravação é possível observar que os policiais questionam o acusado do motivo dele não ter obedecido a ordem de apresentação na delegacia. “Eu fiquei com medo de de repente acontecer uma tragédia comigo”, respondeu ele. Ao ser questionado pela quantidade de homicídios que já realizou, Sanatiel afirmou: “Tenho uns quatro, um crime lá, aqueles dois irmãos […]”, disse.

“Nós recebemos uma ligação do distrito de que ele estaria escondido no povoado, o delegado Danubio imediatamente diligenciou até la, foi dado voz de prisão e foi indagado pela arma do crime e ele sempre apontando para a mãe dele, ele disse que entregou para ela porque disse que ela sabia o que fazer com a arma. A irmã dele, a Yasmin faz parte da associação criminosa, seria usada para atrair o empresário só que eles não efetivaram esse plano e acharam melhor agir direto”, destacou o delegado Baretta.

A mãe do acusado se defende do crime. “Eu não dispersei arma não, eu não sei porque ele está falando isso. Tem filho que mata a própria mãe imagine incriminar a própria mãe. Eu não sabia nem onde ele estava, eu não apoio, ele tirou a vida de um pai de família, nunca mandei ele fazer o que não presta. Ele tem que pagar pelo crime que ele cometeu, era melhor que ele estivesse de baixo do chão porque eu estaria sossegada”, falou ela em prantos.

O CASO

O empresário proprietário do depósito de bebidas e de gás de cozinha LM Gás e Bebidas, Leandro, no bairro Lourival Parente, na zona Sul de Teresina, foi assassinado com tiros, às 20h30 de segunda-feira, dentro de seu veículo na avenida Henrique Couto.


Fonte: Portal MN
logomarca do portal meionorte..com