Julgamento de acusado de estuprar e matar criança é adiado

Após o estupro, ele pisou na cabeça da criança e matou afogada.

Um dos julgamentos mais esperados da pauta do Tribunal do Júri, que estava marcado para a manhã desta terça-feira (12/09), foi adiado para o dia 04 de outubro. O cancelamento foi confirmado pela Secretaria da 1ª Vara Criminal de Campo Maior, que divulgou nota informando que o adiamento foi causado pelo movimento grevista dos agentes penitenciários do Piauí.

O juiz Muccio Meira, da 1ª Vara Criminal, marcou para o dia 04 de outubro o julgamento do réu  Antônio Francisco Vieira Da Silva, mais conhecido como ‘Piranha’, que é acusado de estuprar e matar afogada a menina Franciele Silva dos Santos, que na época tinha 9 anos.

O crime, que aconteceu em janeiro de 2015, foi envolvido com grande comoção em todo o Estado do Piauí. Piranha teria estuprado e depois matado afogada a menina em um riacho próximo à casa da vítima. “Depois de violentar a garota, ele pisou no pescoço da vítima e fez ela se afogar”, detalha Verônica Freitas, do Conselho Tutelar.

Além do Conselho Tutelar, o Centro de Referência da Assistência Social e a Coordenação de Combate a Violência contra a Mulher estão mobilizadas para sensibilizar toda a população campomaiorense e o judiciário para que o acusado de estuprar e matar a criança tenha a condenação máxima por parte do júri.

“Nós queremos a condenação máxima para o acusado.  O caso teve grande comoção social na cidade e nós consideramos esse crime brutal”, disse Luzia Pereira, coordenadora de Combate a Violência contra a Mulher.


Fonte: Com informações do Portal de Campo Maior
logomarca do portal meionorte..com