Justiça libera filho de presidente do TRE acusado de tráfico

Breno foi preso em abril com 130 kg de maconha

O plantão judiciário do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul, liberou, na última sexta-feira, Breno Fernando Solon Borges, de 37 anos. Filho da presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Mato Grosso do Sul (TRE-MS), a desembargadora Tânia Garcia Freitas, Breno foi preso em abril com 130 kg de maconha, munições de fuzil e uma pistola, além de ter suposta ligação com uma quadrilha que faz contrabando de armas.


Para garantir a liberação de Breno, seus advogados anexaram laudos que comprovam que ele sofre da "Síndrome de Borderline". De acordo com o documento, a doença causa "desvio dos padrões de comportamento".

Segundo as  investigações, ele também seria integrante de quadrilha que estaria planejando o resgate de um detento na Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande.


Fonte: iG