Maranhão: Detento é morto por assassino do jornalista Décio Sá

Detento foi assassinado após briga no presídio no domingo (07).

O detento Alan Kardec Dias Mota, que cumpria pena na Unidade Prisional de Ressocialização de São Luís 4 (UPSL 4), do Complexo de Pedrinhas, no Maranhão, foi morto no domingo (07)  por um indivíduo bastante conhecido,Johnathan de Sousa Silva.

Alan Kardec Dias Mota, morto durante 'banho de sol' (Crédito: Reprodução)
Alan Kardec Dias Mota, morto durante 'banho de sol' (Crédito: Reprodução)

 De acordo com informações da Polícia Civil,  Alan Kardec e Johnathan  iniciaram discussão durante o 'banho de sol' na unidade prisional. O assassino confesso o feriu no peito com um pedaço de ferro. Alan Kardec foi socorrido no Hospital Clementino Moura (Socorrão 2), mas não resistiu aos ferimentos e morreu no fim da tarde.

Kardec foi preso em 2014 no Pará quando tentava fugir de um cerco policial. Ele foi líder da facção criminosa conhecida como 'bonde dos 40', responsável por coordenar ataques a ônibus na capital maranhense no mesmo ano e que resultaram na morte da menina Ana Clara, de seis anos, que teve queimaduras em 95% do corpo.

Já Johnathan é ssassino confesso do jornalista Décio Sá, morto com cinco tiros, em um bar da Avenida Litorânea, em São Luís, no dia 23 de abril de 2017. 

 (Crédito: Biné Morais /O Estado)
Johnathan de Sousa Silva (Crédito: Biné Morais /O Estado)





Fonte: Com informações do G1-MA e Polícia Civil
logomarca do portal meionorte..com