Traficantes matam rivais e enviam corpos em pacote de presente

Os corpos dos dois mutilados foram enviados para favela rival.

A rivalidade entre as quadrilhas da zona Norte do Rio de Janeiro cada dia aumenta mais. A execução de um estudante chamado Matheus William, de 16 anos, aflorou a guerra na região.

Criminosos do grupo do tráfico na Cidade Alta, em retaliação ao assassinato do estudante, executaram bandidos das favelas rivais do Pica-Pau e Cinco Bocas, com requintes de crueldade na última sexta-feira. Os dois criminosos foram mortos mutilados e colocados dentro de caixas de presente, amarradas com laço e logo em seguida jogadas na porta da favela do Pica-Pau.

Tudo foi motivado pela morte de Matheus William que foi executado com um tiro nas costas por volta de 13h ao ser confundido com um homem que seria envolvido com o tráfico de drogas na região. Evangélico, o jovem não tinha nenhum envolvimento no mundo do crime.

Os assassinatos dos criminosos ocorreram na manhã de sexta (27), quando um grupo comandado pelo traficante Rodnei de Menezes Andrade, o Baratão, um dos líderes da Cidade Alta, decidiu capturar os criminosos identificados como Lorran e Gato.

Corpo dos criminosos foram colocados em caixas de presente (Crédito: Reprodução)
Corpo dos criminosos foram colocados em caixas de presente (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com