Prefeitura entrega casas para famílias afetadas por incêndios

Três imóveis reconstruídos que haviam sido destruídos pelo fogo.

As famílias afetadas por um incêndio no povoado São Vicente de Baixo, zona rural de Teresina, terão um Natal de renovação e esperança. É que elas passarão a data em casa nova. Nesta semana, a Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), entregou três imóveis reconstruídos que haviam sido tomados pelo fogo. 

A construção das residências seguiu o padrão existente anteriormente, mas também contou com benefícios para as famílias, como a da lavradora Maria Irene de Sousa, que vivia numa casa coberta por palhas com a filha e dois netos. "Nada restou da minha casa e eu vivi a maior aflição da minha vida. Mas hoje eu ganhei uma casa nova, com a estrutura bem melhor da que eu vivia. Eu realmente não teria condições de reerguer minha casa e agradeço à Prefeitura de Teresina por ter ajudado a minha vida a mudar para melhor", declara. 

O casal Luiza e Mayconsuede de Melo também vivia numa casa de taipa e com cobertura de palha. “Com o incêndio, não restaram nem as paredes. Mas esse acidente serviu para mostrar que Deus existe. Hoje meu sobrinho vive com melhor conforto e qualidade de vida em sua casa nova”, revela José Pinto de Melo, tio de Mayconsuede.

A faxineira Francisca Pereira da Silva conta que vai receber a nova casa com festa. “Quero comemorar a nossa vida, que foi transformada para melhor", conta. Ela relembra que as chamas tomaram conta da sua residência, destruindo móveis, eletrodomésticos e também o bar que era usado como fonte de renda da família. "Eu não conseguia acreditar que minha propriedade estava destruída, mas agora tudo mudou e eu me sinto muito abençoada. Ganhei um novo bar com um amplo galpão e a minha casa também foi recuperada”. Francisca mora com o marido, uma filha e dois netos. Ela ainda acrescenta que fará uma festa de reinauguração do espaço.

"A Prefeitura de Teresina se sensibilizou com o ocorrido e as casas foram construídas em caráter emergencial. Durante a construção, nós priorizamos, sobretudo, o diálogo com a população, realizando visitas periódicas para fiscalizar a obra e também atender aos anseios dos moradores", finaliza a coordenadora de habitação da SEMDUH, Rogéria Sousa.

Fonte: Assessoria/ Prefeitura de Teresina
logomarca do portal meionorte..com