Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Presa acusada de praticar golpes em zona nobre de SP

Presa acusada de praticar golpes em zona nobre de SP

Presa acusada de praticar golpes em zona nobre de SP
Presa acusada de praticar golpes em zona nobre de SP | G1
Compartilhe
Google Whatsapp

A jovem Kelly Samara Carvalho dos Santos, de 19 anos, que foi presa em flagrante nesta quarta-feira (22) sob suspeita de praticar golpes na regi?o dos Jardins, na Zona Oeste de S?o Paulo, foi transferida para a Penitenci?ria Feminina de Santana, na Zona Norte. Ela foi indiciada pelos crimes de estelionato, falsidade ideol?gica e por tr?s furtos.

Kelly disse na sa?da do 15? Distrito Policial, no Itaim Bibi, onde foi indiciada, que cometia os crimes havia dois anos e que pretendia chamar a aten??o dos pais, que moram em Mato Grosso do Sul.

"Sou obrigada a fazer isso. Vou entregar todo mundo. S?o pessoas conhecidas", disse Kelly antes de entrar no carro de pol?cia. "Sempre tive tudo em Mato Grosso, mas queria chamar a aten??o da minha fam?lia", afirmou.

Alta, magra e falante, Kelly comporta-se como uma modelo de passarela. As roupas e objetos e notas fiscais apresentados pela pol?cia mostram que ela buscava grifes famosas e se hospedava em hot?is de luxo. Segundo a pol?cia, ela usava pelo menos mais quatro nomes: Kelly Lambertini, Kelly Tranchesi, Alessandra Tranchesi e Daniela Delgado Garcete. Segundo a delegada, ela tamb?m dizia que ? irm? de um conhecido traficante de cigarros.

Kelly j? havia sido presa no dia 1? deste m?s e solta no dia 9, por estelionato e falsidade ideol?gica. Segundo a pol?cia, ela teria cometido pelo menos tr?s furtos e oito golpes no com?rcio.

Como j? respondia pelos dois crimes, teve de se apresentar na delegacia para prestar novos esclarecimentos. Mas policiais encontraram com ela um cheque de uma v?tima, o que resultou no flagrante desta quarta-feira.

jovem ? suspeita ainda de realizar furtos durante programas nas resid?ncias de suas v?timas, colocando son?feros na bebidas, golpe conhecido como "Boa Noite Cinderela".

De acordo com a delegada Aline Martins Gon?alves, do 15? DP, a mo?a n?o tinha resid?ncia fixa e usava cheques furtados para pagar hospedagem em hot?is.

?Ela dava nomes diferentes em cada hotel em que se hospedava. Para cada pessoa que conhecia ela dava um nome. Ela tinha muitos cheques. Como ? uma pessoa que sempre falava muito alto, fazia muito esc?ndalo, as pessoas ficavam com o cheque e deixavam ela ir embora?, disse a delegada.

"A pol?cia est? levantando isso. J? tem falsos cheques que voltaram e ela foi reconhecida por pessoas que trabalham em hot?is. ? uma coisa muito grande, s?o muitas v?timas".

Segundo a delegada, a jovem usava o site de relacionamentos Orkut para conseguir v?timas. ?Ela se relaciona muito com as pessoas pelo Orkut, faz muitas v?timas, e isso est? sendo investigado.?

A pol?cia recuperou uma gravura de Juan Mir? avaliada em US$ 18 mil ap?s a pris?o de Kelly. Segundo a pol?cia, o quadro tem certificado de autenticidade e teria sido comercializado por US$ 1 mil.

A delegada conta que a jovem chegou a registrar um boletim de ocorr?ncia contra a pr?pria advogada, logo ap?s passar nove dias presa sob acusa??o de estelionato e falsidade ideol?gica.

Segundo a delegada, ao sair da cadeia, Kelly foi procurar a advogada para pegar alguns pertences. Entre eles, estavam cal?as e roupas de grife supostamente adquiridos com cheques furtados. A policial conta que Kelly n?o conseguiu ter acesso ?s roupas no momento em que esteve no escrit?rio. Sem ter como pagar os honor?rios da advogada, teria aproveitado a situa??o. Voltou ? delegacia na madrugada do dia 10 para registrar um boletim de ocorr?ncia por apropria??o ind?bita.

?Achei estranho ela fazer um boletim de ocorr?ncia contra a advogada porque ela n?o queria devolver pe?as de roupa. A advogada foi chamada, se explicou e entregou todas as roupas da garota. Tinha muita roupa com etiqueta?, disse a advogada. As roupas foram apreendidas e ficaram na delegacia. Essa foi a raz?o para que a mo?a fosse chamada novamente ? delegacia e acabasse presa novamente em flagrante por portar um comprovante de cheque furtado.

No intervalo entre o dia da libera??o e a nova pris?o


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×