Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Projeto resgata cães e gatos da rua em Teresina

O "Lar do Nando" foi idealizado por um casal há 5 anos e se tornou um abrigo para cães e gatos resgatados nas ruas da capital. Atualmente, o local acolhe 90 animais.

Projeto resgata cães e gatos da rua em Teresina
Lar do Nando acolhe animais abandonados em Teresina | Arquivo Pessoal
Compartilhe
Google Whatsapp

Num tempo em que se veem tantos casos de violência, abandono e descaso com os animais, conhecer pessoas que se dedicam, por amor, a defender e ajudar a causa desses seres inocentes, chega a emocionar. O Jornal Meio Norte foi conhecer o "Lar do Nando", um projeto idealizado por um casal há 5 anos que se tornou um abrigo para cães e gatos resgatados nas ruas da capital.

O vigia Fernando Machado e sua esposa, a professora Leilyane Marques, são pais adotivos de cachorrinhos e felinos. Em sua própria casa – cujo endereço fica no Residencial Jacinta Andrade, quadra 138, na zona Norte de Teresina, o abrigo acolhe 90 animais, dentre mais cães do que gatos, todos resgatados das ruas.

A história de amor do casal pelos animais abandonados começou há alguns anos. Eles se dedicaram à causa de forma solidária. "Começamos o trabalho naturalmente, sem pretensão de termos um abrigo. As coisas apenas foram acontecendo e hoje se tornou o Lar do Nando, em referência ao nome do fundador, Fernando. Levamos ao veterinário, cuidamos e depois colocamos os animais para adoção”, afirma Leilyane Marques. 

Desde então, já resgataram mais de 200 cachorros e gatos, todos em situação de risco – machucados, doentes ou esfomeados.

Crédito: Arquivo pessoal

A cadela "Michele", uma ‘Vira lata’, foi resgatada após um atropelamento. Entre a vida e a morte, a pequena guerreira passou por duas transfusões sanguíneas, três cirurgias e ficou quase dois meses internada, perdendo 10 quilos. A despesa total custou quase R$ 6 mil, pagos com doações.

O casal não só é militante dos direitos dos animais, mas arregaça as mangas, pede ajuda e usa seus próprios recursos para proporcionar dignidade a centenas de bichanos abandonados. "Sim, somos protetores,     independente de doações, para manter o abrigo", fala Leilyane Marques. Por sorte, o local também conta com ajuda de voluntários para manter os cuidados físicos: dão banho, alimentam, medicam, higienizam o local e divertem os pets.

Acolher e ajudar

Mesmo assim, o casal não resiste à tentação de ficar com mais bichinhos e para isso sempre necessita de doações. "Temos bastante espaço, um funcionário para limpeza e também contamos com voluntários. O lar sempre tem necessidades de rações, produtos de limpeza, material de construção e dinheiro para as despesas", solicita. Quem puder ajudar pode entrar em contato com o lar pelos canais: (86) 99854-9893 – Instagram: @lardonando. Facebook: Lar do Nando.

Crédito: Arquivo Pessoal


Siga nosso canal no telegram
Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto