Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Proposta de reforma da previdência economiza R$ 1,1 trilhão

Proposta de Temer economizaria R$ 500 bilhões

Proposta de reforma da previdência economiza R$ 1,1 trilhão
Palestra | Raíssa Morais
Compartilhe
Google Whatsapp

A proposta de reforma da previdência anunciada pelo Governo Federal pretende economizar até R$ 1,1 trilhão em gastos sociais em até 10 anos. O valor é mais do que o dobro da reforma anterior, apresentada pelo ex-presidente, Michel Temer (MDB), com economia de R$ 500 bilhões. 

Diante deste panorama, o Piauí recebe Maria Lucia Fatorelli, coordenadora nacional da auditoria cidadã da dívida pública, principal fator impulsionador da reforma. Ela ministrou palestra no auditório do Instituto Federal do Piauí (Ifpi) do Centro. “Por que entramos nessa recessão brutal que diminuiu nosso PIB? O que provocou a crise no Brasil foi a política monetária suicida do Banco Central. São juros altíssimos sem justificativa técnica, legal ou econômica. O problema está em entregar juros da dívida pública aos bancos”, conta.

Crédito: Raíssa Morais.

Este é apenas um dos mecanismos que fomentam a crise. “Isso quebra as indústrias e empresas. Os empresários deveriam lutar para que o Banco Central acabe com a remuneração de sobra de caixa. É preciso dar condições de investimento e dar emprego para a população”, acrescenta.  

Palestra foi marcada por protestos. Crédito: Raíssa Morais. Osmar Gomes Jr, professor de economia da UFPI, participou do diálogo com Maria Lúcia. “O debate trata dos sistema da dívida e a reforma da previdência. A Maria Lúcia Fatorelli vai tratar a relação da dívida, que consome grande parte dos recursos públicos, impedindo que o Estado invista em gastos sociais. Além do fato disso impulsionar uma reforma da presidência que prejudica a população”, explica.

A palestra, em formato de debate, apresenta os retrocesso trazidos por uma possível reforma. “Vamos aumentar as transferências de custos sociais para o capital financeiro. As pessoas vão aposentar mais tarde pagando mais. A redução de gastos sociais reduz o acesso à aposentadoria e benefícios assistenciais”, acrescenta o professor.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×