Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Semana Nacional da Defensoria Pública acontece em maio

Ação ocorrerá de 13 a 18 de maio

Compartilhe

Sob a coordenação da subdefensora pública geral, Carla Yáscar Bento Feitosa Belchior, será realizada de 13 a 18 de maio no Piauí a Semana Nacional da Defensoria Pública, que neste ano tem como tema de campanha  “Defensoria Pública e os Direitos das Mulheres” e como slogan “Em Defesa Delas”. Iniciativa anual da Associação Nacional de Defensoras e Defensores Públicos (ANADEP), a Semana conta com o apoio das Associações Estaduais e do Colégio Nacional de Defensores Gerais (CONDEGE), sendo desenvolvida no Estado em conjunto com a Associação Piauiense de Defensoras e Defensores Públicos (APIDEP).

A Semana inicia no dia 13, em Teresina, com atendimento cível e criminal às mulheres encarceradas na Penitenciária Feminina. A ação acontecerá no turno da manhã. Também serão desenvolvidas ações nas Penitenciárias de Parnaíba, no dia 14 no turno da tarde e em Picos, no dia 15, iniciando no turno da manhã.

Na terça-feira, dia 14, a Defensoria realiza um novo atendimento, dessa vez junto a comunidade do Parque Piauí. A ação acontecerá das 8h30 às 13h no Centro Social Urbano do bairro e contará com a parceria da Delegacia da Mulher lá instalada. O atendimento terá como público preferencial as mulheres. Também será realizada uma Roda de Conversa sobre Violência Doméstica Contra a Mulher e sobre Humanização dos Partos, com a participação da enfermeira obstetra  Márcia Valéria Pereira de Carvalho, da doula Naira Cibele Rodrigues B. Lopes, das defensoras públicas Lia Medeiros do Carmo Ivo, Verônica Acioly de Vasconcelos e do defensor público Armano Carvalho Barbosa, os três titulares do Núcleo da Mulher em Situação de Violência da DPE-PI, que é coordenado pela defensora Lia Medeiros.

Na tarde do dia 14, às 14h30, acontece no auditório da Casa de Núcleos, na avenida Nossa Senhora de Fátima, 1342, Bairro de Fátima, a palestra “Saúde Mental da Mulher: Sofrimento Mental em Mulheres na Contemporaneidade”, tendo como palestrante a professora Lucia Cristina dos Santos Rosa, titular do Departamento de Serviço Social e Programa de  Pós-Graduação em Políticas Publicas. A palestrante é pós-doutora em Saúde Coletiva pela Unicamp, doutora em Serviço Social pela UFRJ e especialista em Saúde Mental pelo IPUB/UFRJ. Às 16h a médica Maria das Dores Sousa Nunes abordará o tema “Violência Obstétrica: Sobre os Direitos Reprodutivos das Mulheres”. A palestrante é doutora e mestra em Ciências da Saúde pela Universidade de Brasília/ Tulane- EUA, obstetra na Maternidade Wall Ferraz, médica do Núcleo de Estatísticas Vitais de Análise da Morte Materna na Fundação Municipal de Saúde, especialista em Sexologia, Adolescência e Bioética e professora titular no Centro Universitário Uninovafapi. Participa da Rede Feminista de GO brasileira.

No dia 15 a programação da Semana prossegue, também no auditório da Casa de Núcleos, com a palestra “Mulheres, Sexualidades e Direitos”, proferida por Andréa Cronemberger Rufino, que é professora de Ginecologia da Universidade Estadual do Piauí e professora permanente da Pós Graduação em Saúde e Comunidade (UFPI). Tem estágio pós doutoral (UnB e Universidade de Paris), é doutora em Ciências (UNIFESP) e mestre em Medicina pelo Instituto de Assistência Médica ao Servidor Estadual de São Paulo. Tem formação em Psicanálise, Psicodrama Clínico e Análise Psicodramática, é especialista em Sexologia Clínica pela Escola Baiana de Medicina e Saúde Pública; especialista em Bioética e Direitos Humanos pelo Instituto Camilo Filho e coordenadora do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Sexualidade – Corpo e Sexualidades. A palestrante é também pesquisadora da ANIS – Instituto de Bioética, Direitos Humanos e Gênero e membro da International Society for Sexual Medicine (ISSM) e da Comissão de Sexologia da Febrasgo. Ainda na tarde do dia 15, a diretora de Primeiro Atendimento da Defensoria e titular da 12ª Defensoria Pública de Família, defensora pública Patrícia Ferreira Monte Feitosa, falará sobre “Mulheres Trans e Registro Público”. Patrícia Monte é especialista em Direito Empresarial e em Segurança Pública e  Políticas Públicas ; concluindo especilização em Filosofia e Direitos Humanos. Foi funcionária da Justiça Federal no período de 1999 a 2003 e delegada de Polícia de 2003 a 2007, tendo sido a primeira delegada de Direitos Humanos, é defensora pública desde 2007 e autora do Projeto “Meu nome meu Orgulho”.

No dia 16, no turno da manhã e ainda na Casa de Núcleos acontecerão mais duas palestras. Às 8h a defensora pública Irani Albuquerque Brito, titular da 4ª Defensoria Pública do Sistema Prisional abordará o tema “Aspectos Polêmicos do Encarceramento Feminino no Estado do Piauí”. Irani Albuquerque Brito é ex-membro do Comitê Estadual de Combate e Prevenção à Tortura no Estado do Piauí e membro do Conselho da Comunidade de Teresina. Também no dia 16, às 10h o tema “Um Novo Olhar sobre os Conflitos Familiares e a Importância da Oficina de Pais e Filhos” será abordado pela defensora pública  Débora Cunha Vieira, titular da 11ª Defensoria Pública de Família. Débora Cardoso tem formação em Mediação de Conflitos, Justiça restaurativa e Círculos de Construção da Paz e Educação parental. É uma das responsáveis pelas Oficinas de Pais e Filhos desenvolvidas pela Defensoria Pública no Piauí.

No dia 16, a partir das 16h, no Auditório Tribunal Regional Eleitoral (Fórum Eleitoral) , na Avenida Marechal Castelo Branco, 1150, Bairro Ilhotas,  será realizada a Sessão Solene do Conselho Superior da Defensoria Pública com a entrega da Medalha do Mérito Defensorial autoridades e demais pessoas que contribuíram e contribuem para o desempenho das ações da  Instituição.

Em seguida será realizada a palestra “Direitos Humanos das Mulheres: por uma vida livre de violência no espaço privado e público – mulheres em situação de violência doméstica e mulheres encarceradas”, tendo como palestrante a defensora pública do Estado de São Paulo, Mônica de Melo, que é professora de Direito Constitucional nos cursos de Especialização e Graduação da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Essa palestra abrirá a Programação Acadêmica desenvolvida pela Escola Superior da Defensoria Pública (Esdepi), cujas inscrições já estão disponíveis no site da Instituição.



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar