Sérgio Cabral fará Enem hoje para tentar curso de História

O benefício foi permitido pelo juiz Marcelo Bretas.

O ex-governador do Rio de Janeiro fará nesta terça-feira (12) o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para presos. O objetivo de Cabral, caso ele obtenha nota suficiente no exame, é cursar História. O benefício foi permitido pelo juiz Marcelo Bretas.

Na terça-feira passada, Cabral chegou à audiência lendo um livro sobre o ex-presidente Nelson Mandela. Na audiência da última quinta, ele chegou carregando uma revista sobre o Estado Novo. De acordo com o advogado de defesa, Rodrigo Roca, a cada três dias de estudo há um dia a menos de cumprimento de pena.

Talvez empolgado com a nova fase de estudos, durante a última audiência, Cabral citou as "limitações acadêmicas" de Luiz Carlos Bezerra, segundo o MPF, seu operador. "Era uma pessoas com limitações intelectuais e acadêmicas. Mas amigo. E amigo é amigo", disse o ex-governador, para desqualificar o depoimento de Bezerra.

Cabral e mulher foram aprovados em vestibular de teologia

Na última sexta-feira (8), Sérgio Cabral, e a mulher dele, Adriana Ancelmo, foram aprovados no vestibular do curso de teologia, oferecido pelas Faculdades Batista do Paraná (Fabapar). Os dois foram presos durante os desdobramentos da Operação Lava Jato, que atingiram a administração fluminense.

Além deles, o ex-secretário estadual Wilson Carlos Cordeiro Carvalho também integra a lista de aprovados no mesmo curso. Eles devem cursar a faculdade na modalidade a distância, ou seja, com aulas virtuais. Os três ainda continuam presos.

Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com