No período chuvoso é comum o crescimento de casos de síndromes gripais. Com as festas de fim de ano, essa transmissão foi acelerada. Além disso, as novas cepas da Influenza e Covid-19 estão circulando, o que aumenta a transmissão e o número de casos dessas doenças.

Essa é a análise dos médicos infectologistas Eduardo Mendes e Rosania de Araújo Oliveira. Ambos são responsáveis pelo controle de infecções nos hospitais da Unimed Teresina, nos bairros Primavera e Ilhotas.

Confira as principais diferenças entre Covid e InfluenzaConfira as principais diferenças entre Covid e Influenza

Para entender as principais diferenças entre Influenza e Covid-19, Rosania explica: “Apesar de parecidos, os sintomas se diferem em alguns aspectos. Na Influenza H3N2, os sintomas são mais intensos nos primeiros dias. São febre alta com início agudo, tosse, dor de cabeça, obstrução nasal, inflamação na garganta, espirros e dores musculares. Já a Covid-19 é o contrário: no início os sintomas são mais leves e vão evoluindo, com febre, tosse seca, fadiga, perda de paladar e do olfato e dificuldade respiratória”, ressalta.

Mendes chama a atenção para os sintomas que denotam maior gravidade nas síndromes gripais. “Falta de ar ou respiração difícil, febre persistente e alta, volume de urina reduzido, e sintomas gastrointestinais, como vômitos”, listou. Além disso, o especialista ressalta que é preciso ficar atento às pessoas consideradas de grupos de risco, mesmo que apresentem sintomas leves. “Cardiopatas, pessoas com problemas pulmonares, doenças hepáticas, imunossuprimidos, crianças menores de 5 anos e idosos são as que têm maior potencial de desenvolver formas mais graves das doenças”, alerta.  

Com o aumento da procura por atendimento, a recomendação é evitar levar acompanhante para o serviço de urgência e emergência, exceto no atendimento infantil e de pacientes debilitados ou maiores de 60 anos. É importante destacar que o atendimento nos hospitais é feito seguindo o Protocolo Internacional de Classificação de Risco, em que os casos mais graves são atendidos primeiro. Para a definição da ordem de atendimento, é feita uma triagem no local pelos profissionais de saúde da unidade hospitalar.

Quadros gripais são transmitidos por via respiratória, por isso os cuidados preventivos são semelhantes. Confira as dicas dos infectologistas para a prevenção: 

Dicas para prevenir síndromes gripais:

  • - Manter o distanciamento;
  • - Evitar aglomerações;
  • - Usar máscara;
  • - Higienizar as mãos com frequência;
  • - Manter os ambientes arejados e ventilados;
  • - Evitar exposição à chuva;
  • - Manter a hidratação e uma alimentação saudável;
  • - Uso de suplementação de vitaminas, com orientação de profissional, para reforço do sistema imunológico;
  • - Atualização vacinal (Influenza e Covid-19).

Sintomas da Influenza:

  • - Febre alta;
  • - Calafrios;
  • - Dores musculares;
  • - Dor de cabeça;
  • - Tosse;
  • - Dor de garganta;
  • - Intenso mal-estar;
  • - Perda de apetite;
  • - Coriza;
  • - Congestão nasal (nariz entupido).

Sintomas da Covid-19:

  • - Perda de olfato e paladar;
  • - Dor no corpo;
  • - Dor de cabeça;
  • - Fadiga muscular;
  • - Febre;
  • - Tosse seca;
  • - Problemas estomacais e diarreia;
  • - Dificuldade respiratória.