Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

STJ converte de temporária em preventiva prisão de Pastor Everaldo

Com isso, prisão deixa de ter prazo definido. Benedito Gonçalves atendeu a pedido da PGR. Presidente do PSC foi preso na mesma operação que levou ao afastamento de Wilson Witzel.

Compartilhe

O ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), converteu nesta sexta-feira (4) de temporária para preventiva a prisão de Pastor Everaldo, presidente do PSC. Gonçalves atendeu a um pedido da Procuradoria Geral da República (PGR).

Prisões temporárias têm prazo de cinco dias, prorrogáveis por mais cinco. Prisões preventivas não têm prazo.

Pastor Everaldo está preso desde o último dia 28. Ele foi preso na mesma operação que levou ao afastamento do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC).

Em nota, após a prisão, a assessoria de Pastor Everaldo informou que, em 19 de agosto, ele enviou petição ao STJ solicitando para ser ouvido. Segundo a nota, ele foi surpreendido com a prisão e a busca e apreensão em seus endereços. "O Pastor Everaldo reitera sua confiança na Justiça", diz o texto da nota.

Pastor Everaldo, presidente nacional do PSC, ao ser preso — Foto: Alexandre Brum/Enquadrar/Estadão Conteúdo 

Delação de ex-secretário

Pastor Everaldo foi citado na delação premiada do ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro Edmar Santos, preso por corrupção.

Segundo a delação, Pastor Everaldo mandava na área da saúde do governo estadual.

Ainda conforme o acordo de delação, homologado pelo ministro Benedito Gonçalves, as declarações prestadas por Edmar indicam que um dia antes da Operação Placebo, que mirou Wilson Witzel, o governador teria repassado R$ 15 mil a Pastor Everaldo, "o qual mostrou a quantia a Edmar, com receio, em tese, de que a Polícia Federal encontrasse os valores na realização das buscas".

Filhos

Dois filhos de Pastor Everaldo também chegaram a ser presos na operação. Na quarta-feira, Laércio e Filipe Pereira foram soltos porque venceu o prazo da prisão temporária, e a Procuradoria não pediu prorrogação.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar