Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Sujeira, mau cheiro e lixo causam mal à saúde de moradores da z. Norte

Não é a primeira vez que os moradores do entorno da lagoa denunciam o fato ao Jornal Meio Norte.

Sujeira, mau cheiro e lixo causam mal à saúde de  moradores da z. Norte
RISCO | Desavisada, criança brinca descalça próximo a esgoto que deságua na lagoa | Reprodução Jornal Meio Norte
Compartilhe
Google Whatsapp

A falta de educação e de comprometimento com a saúde das pessoas está visível na atitude de moradores, carroceiros e pessoas de outros pontos da cidade, que insistem em jogar lixo às margens da lagoa que contorna a Vila Mocambinho III. Não é a primeira vez que os moradores do entorno da lagoa denunciam o fato ao Jornal Meio Norte. Só que a cada dia que passa a situação se agrava, muito embora a Prefeitura de Teresina, através da superintendência de Desenvolvimento Centro-Norte (SDU-Centro-Norte), limpa a área, mas de nada adianta.

Eles dizem que no dia seguinte após a limpeza, as pessoas voltam a jogar lixo às margens da lagoa, e que boa parte desse lixo está se ?alojando? dentro da lagoa. Diariamente são jogados no local, desde lixo orgânico até restos de móveis, entulhos que danificam o meio ambiente e prejudicam a saúde das pessoas. ?O mau cheiro é insuportável, principalmente para quem mora nas proximidades da lagoa, como é meu caso e também porque tenho filho pequeno. Já que não tem como a gente impedir de jogarem lixo na lagoa, o jeito é a prefeitura mandar limpar toda semana?, comenta a dona de casa Francisca Ribeiro.

Ela diz que além do lixo a lagoa está cheia de aguapés. ?Os garis estão retirando os aguapés, mas acho que vão levar meses, porque eles passam o tempo todo parados, jogando dominó ou conversando debaixo das árvores. A prefeitura poderia aproveitar e mandar os garis limpar a sujeira às margens da lagoa e colocar um fiscal, para que eles façam melhor, o trabalho?, diz a dona de casa Francisca Ribeiro.

Outra dona de casa, que também está revoltada com a situação do lixo, é Maria do Amparo Rodrigues. ?Quem tem criança sabe o que é conviver com uma situação como essas. O mau cheiro é insuportável, sem contar que essa área próxima à lagoa antes tinha uns baquinhos, mas com o tempo os bancos foram sendo quebrados e o local virou um verdadeiro lixão?, enfatiza a dona de casa, acrescentando que ao menor descuido, as crianças são pegas brincando em cima do lixão?, observa Maria do Amparo.

Outro grave problema, dizem as moradoras, é o fato de o local, mesmo cheio de lixo, está sendo usados para usuários de drogas. ?Eles usam drogas, à noite, brigam e às vezes acontece até tiroteio. A gente não sai mais de casa, à noite, com medo das confusões entre os usuários de drogas?, comentam as moradoras. A dona de casa Roberta Xavier conta que muitas vezes ela mesma varre a área onde as pesoas jogam lixo, com o intuito de amenizar a situação. ?Eu limpo o que posso, mas é difícil manter o local limpo por muito tempo?, diz a moradora, acrescentando que diariamente as donas de casa brigam com os carroceiros, que estes não joguem lixo próximo de suas casas.


Siga nosso canal no telegram
Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto