Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

SUS fornece mais de 40 mil órteses, próteses e materiais especiais

O usuário de Teresina deve procurar o SUS na Av. Migue Rosa

Compartilhe
Google Whatsapp

O Sistema Único de Saúde (SUS), por meio da Fundação Municipal de Saúde (FMS), forneceu 43.591 órteses, próteses e materiais especiais (OPMs) à população com deficiência, no período de janeiro a setembro de 2018. A lista destes materiais é extensa, está disponível para consulta pública na Internet, mas destacam-se cadeiras de rodas, óculos de grau, andadores fixos, calçados anatômicos e ortopédicos, bengalas, muletas axilares, palmilhas, bolsas de colostomia e aparelhos para pessoas com perda auditiva.

Segundo o presidente da FMS, Charles da Silveira, a Fundação oferece um atendimento integral à pessoa com deficiência: “Nós contamos com uma extensa rede ambulatorial e hospitalar em Teresina, que tem contribuído para a inclusão do usuário com deficiência. Ele recebe o tratamento necessário e as OPMS requisitadas nas consultas médicas. O SUS, que não se restringe a entregá-las, faz também o acompanhamento deste usuário durante todo o período de adaptação”.

\"
(Crédito: Ascom/FMS)

A oferta dos materiais especiais tem a aprovação de pessoas como Francisca Maria, que recebeu cadeira de rodas para o neto, Luís Gustavo, de 8 anos. Ela avalia como positiva a atuação do SUS: “O SUS é um dos melhores planos de saúde do Brasil, eu não tenho nada a reclamar do atendimento, até agora. O meu neto possui hidrocefalia, paralisia cerebral e deformação no cérebro, e recentemente recebeu cadeira de rodas adaptada. Ele vai fazer também uma cirurgia no fêmur. Se não fosse o SUS, não sei como seria a vida dele”, afirma.

Segundo Vitória Urbano, diretora de regulação, controle, avaliação e auditoria da FMS, as órteses, próteses e materiais são classificados em dois tipos: cirúrgicos e não-cirúrgicos. Os cirúrgicos são solicitados e adquiridos pelo próprio estabelecimento de saúde e destinados aos usuários que estão internados. Já os não-cirúrgicos, como cadeira de rodas, são recebidos pelo usuário a nível ambulatorial, considerando a sua necessidade e por solicitação médica.

Para obtenção do material especial, classificado como não-cirúrgico (ambulatorial), o usuário que mora em Teresina deve levar a documentação necessária (RG, CPF, comprovante de residência atualizado, cartão do SUS e prescrição médica da rede SUS) para o setor de Protocolo do SUS, que situado na Av. Miguel rosa, antigo prédio da Jacaúna. Após análise, o processo é encaminhado aos prestadores de serviço, como o CEIR, responsáveis pela dispensação do material.

 


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar